Segundo apurou o Jornal O Lance!, quem está tentando tirar o Dória do Botafogo é o empresário Pedro Lourenço, dono da rede Supermercados BH. Ele como conselheiro do clube (Cruzeiro), é o responsável por contribuir com a possível transferência.

O Botafogo fechou questão sobre o valor do atleta caso a venda seja feita para um clube brasileiro e ao que tudo indica, o empresário desistiu da negociação.

Parece que o destino do jogador será mesmo o exterior, o que deve acontecer, possivelmente, na próxima janela de transferências, pois o Botafogo precisa de dinheiro para quitar seus débitos.

Essa atitude (venda de jogadores ou parte deles) virou ação salvadora para vários clubes do futebol brasileiro, tendo-se em vista as dificuldades que passam para sustentar folha de pagamento.

Carlinhos do Flu está indo... Fernando do Grêmio deve ir embora, Neymar já foi... Paulinho do Corinthians com certeza vai, fora outros que estão na boca de sair também... e assim vamos esvaziando o nosso celeiro.

 

Renato Baptista

Exibições: 295

Responder esta

Respostas a este tópico

Enquanto isso por aqui os 'entendedores' de Administração esportiva metem o pau na Diretoria.

Fernando (Grêmio e Seleção) está sendo vendido... E o Grêmio tem exatamente 40% dos direitos econômicos do jogador.

Isso virou a salvação dos clubes. Vendem-se % à empresários/investidores afim de ter sempre dinheiro entrando em caixa; até que o clube fica com a menor parte e 'sem poder de decisão'. Como bem disse o MA: 'se pagaram a multa e o jogador quiser sair não podemos fazer nada'.

O que este povo não quer enxergar é que há exatos 6 anos atrás, não tínhamos gordura para queimar! Base fraca, jogadores com contratos curtos, apostas que saiam de graça, enfim... Principalmente S.Paulo, Corinthians, Fluminense e Cruzeiro levavam uma ou outra peça descoberta por nós, na marra e de graça! Hoje esta "diretoria incompetente" não permite que isso aconteça mais!

Zé... é com isso que não me conformo... afirmam coisas sem ter a menor noção de como elas funcionam. Não há lógica em determinadas críticas, pois forçam a situação invertendo coisas ou porque não entenderam patavina do que aconteceu e vão com os outros que antecipam bobagens... depois vira uma baita discussão o negócio e a resposta é que fulano ou cicrano defendem diretoria...rsrsrs... sendo que o assunto está todo distorcido e acusam gente de coisas inimagináveis.... depois ficam dizendo que todo mundo tem o direito de criticar. Lógico que têm, mas o mínimo é que entendam o que falam, né?

Vai entender, bróder...rs

ZÉ BEDEU disse:

O que este povo não quer enxergar é que há exatos 6 anos atrás, não tínhamos gordura para queimar! Base fraca, jogadores com contratos curtos, apostas que saiam de graça, enfim... Principalmente S.Paulo, Corinthians, Fluminense e Cruzeiro levavam uma ou outra peça descoberta por nós, na marra e de graça! Hoje esta "diretoria incompetente" não permite que isso aconteça mais!

Pois é...imagina se não tivéssemos jogador nenhum da base em evidência e nem jogando pelo time.... tínhamos afundado faz tempo....quem sabe, sabe.

Luiz Claudio Bento da Costa disse:

Bem, pelo menos tem mercadoria na vitrine!! É lamentável, mas fazer o quê?

aqui em BH temos duas redes muito poderosas.

O SUPER NOSSO participou ativamente da negociacao pra trazer o DEDÉ pro Cruzeiro.

O BH patrocina o Cruzeiro e pode sim estar intermediando negociacoes.

Não deveríamos negociar o Renato e/ou Andrezinho e aliviar a folha de pagamento?  Poderíamos  aproveitar e negociar o A Carlos.  o que vcs pensam a respeito?

Poeta,

Isso é tampar o sol com a peneira.

A Diretoria é, infelizmente, uma "caixa-preta", não há transparência nas decisões, as deliberações são tomadas na calada da noite, no apagar das luzes.

Não há nenhuma transparência quanto à venda de jogadores ou à gestão administrativa. Sempre somos pegos de surpresa, para que não possamos reagir ou protestar contra a venda de jogadores ou o planejamento institucional.

Não temos nenhuma informação acerca de qualquer posicionamento jurídico a ser tomado pelo administração diante desse revés que assolou as finanças do clube.

O sócio-torcedor não confere direito ao voto, a maior arma que um cidadão-torcedor poderia ter, que propiciaria demonstrar a indignação nas urnas, elegendo e destituindo nossos representantes.

Acho totalmente inoportuno comparar Grêmio, Fluminense e Cortinthians, com o Botafogo. Esses times são campeões de torneios de expressão frequentemente, fator que acalma os ânimos de qualquer torcedor. Nosso time foi campeão brasileiro nos idos de 1995, desde então passamos a nos alimentar de singelas e efêmeras euforias e, justamente agora, quando a possibilidade de novamente ser campeão nacional se torna mais concreta, o time sofrerá uma ou mais perdas irreparáveis.

O presidente fez uma declaração há poucos dias atrás e, em nenhum momento, demonstrou que já estava sacramentada a venda de Felipe Gabriel e, hoje, com a maior desfaçatez, recebemos tamanha notícia. Por que ele não preparou a torcida antes, até para angariar mais torcedores ao protesto? Provavelmente porque teve receio da retaliação da torcida contra ele, como aconteceu ao vazar a notícia da provável venda do Dória.

Se temos gordura para queimar, por que não queimamos o "colesterol ruim" antes (AC, Renato, Defendi, Sassá, Andrezinho, Henrique etc)?

Por que não há transparência e franqueza?

Qual o posicionamento jurídico-institucional do clube em face do que está ocorrendo?

Responder à discussão

RSS

© 2014   Criado por Rádio Botafogo.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

Offline

Vídeo ao vivo