Redes Sociais

Notícias

Advogado Walmer Machado tem contrato rescindido pelo Botafogo após críticas a Nelson Mufarrej

Publicado

em

Um dos candidatos à presidência do clube em eleição prevista para novembro, profissional diz que decisão foi política; presidente nega e alega perda de confiança

O Botafogo rescindiu o contrato de trabalho com o advogado Walmer Machado, um dos candidatos à presidência do clube em eleição prevista para novembro de 2020. O profissional defendia o Alvinegro nos casos da Odebrecht e do atacante Loco Abreu. A notificação da rescisão foi divulgada primeiramente pelo site FogãoNet e confirmada pelo GloboEsporte.com.

A rescisão aconteceu a pedido do presidente Nelson Mufarrej, que alegou perda de confiança no advogado e garantiu que não há teor político na decisão.

– Perdeu-se a confiança em um advogado que prestava serviço ao clube. Ele realizou críticas diretas ao Conselho Diretor e ao seu presidente. Não há clima e condição para a continuidade do trabalho nessas circunstâncias. Houve tentativa de diálogo, mas não há mais como continuar. Vale destacar que isso não tem relação nenhuma com eleição ou política no clube, que isso fique claro. O Botafogo e sua Diretoria têm uma série de urgências nesse momento, no contexto de uma pandemia extremamente preocupante e, para mim, esse assunto está encerrado – disse Nelson Mufarrej ao GloboEsporte.com.

Walmer Machado, por outro lado, disse ao GloboEsporte.com que a “questão é meramente política” e que não cobrava honorários nas ações em que representava o clube. Segundo o advogado, seu contrato foi rescindido após ele ter feito um comentário a respeito do presidente Nelson Mufarrej.

– Eu disse que o Mufarrej foi tirado do futebol, que não toma decisões e que deveria renunciar. Como meu contrato é CNPJ, ele rescindiu. Não tem a ver com o plano profissional, é como se fosse uma ditadura, você dá sua opinião e é tirado. Todos sabem que o Nelson não tem acesso a nada, o Montenegro tomou o clube dele. A questão é meramente política, porque meu nome vem com grande aceitação para candidato à presidência. Eles estão assustados, estão vendo problemas onde não tem. Começaram a me rotular de ser contra a S/A, o que não é verdade. Eu sou a favor do investidor!

As ações defendidas por Walmer somam mais de R$ 50 milhões. Ele acredita que sua saída pode prejudicar o clube, que passará a ser representado por profissionais que não têm familiaridade com os casos. O advogado, que ainda não lançou sua candidatura, informou que vai processar as pessoas físicas envolvidas na situação, deixando o clube de fora.

– Seguro uma responsabilidade de R$ 51 milhões, estou segurando essa ação há quatro anos. Já está em fase de perícia. Esses anos todos sem receber, só faço por paixão. Foi uma rescisão unilateral. Cortaram meu contrato por justa causa como se eu fosse empregado do clube, mas não tenho vínculo nenhum que possa me ligar ao ambiente de quebra de confiança. Em cima disso, vamos preparar uma contra-notificação e pedir um desagravo à OAB para que meu nome não fique enlameado por ter falhado profissionalmente, porque estão querendo dar uma conceituação política. Serão adotadas medidas consideradas como lesão patrimonial instantânea, que é estelionato. Vamos buscar a responsabilidade das pessoas físicas nas áreas cabíveis.

Fonte: Globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: