Redes Sociais

Notícias

Agostini exalta Honda e espera que ele fique no Botafogo até o fim de 2021: “Profissionalismo fora dos padrões”

Publicado

em

A chegada do japonês Keisuke Honda ao Botafogo já se mostrou acertada. Se em campo ele teve poucos jogos ainda por conta da paralisação do futebol por causa da pandemia, o astro asiático já mostra como é fora de campo, com atitudes diferenciadas.

Marco Agostini, vice-presidente de futebol do Botafogo, falou sobre o comportamento de Honda. Para se ter uma ideia, o japonês chegou a abrir mão dos salários durante a pandemia para não prejudicar o clube, que sofria com a falta de receitas causada pela paralisação do futebol.

– Primeiro, vamos falar sobre a questão comportamental. A dedicação, envolvimento, o profissionalismo são completamente fora dos padrões. A forma como ele age no dia a dia já é um diferencial para o elenco. Só nisso, a contratação dele seria válida. Fora o desempenho dentro de campo, é um jogador de técnica elevadíssima. O Paulo (Autuori, técnico) está encantado com a capacidade dele de jogar como ele pede. O Honda só tem a evoluir – afirmou Agostini, ao Globoesporte.com.

Honda foi anunciado como reforço do Botafogo no dia 31 de janeiro e o contrato vai até dezembro. Porém, com o adiamento da Olimpíada para 2021, o japonês pode ficar, pelo menos, até o meio do ano que vem. Agostini vai além e espera que Honda fique até o fim do próximo ano.

– Ele quer disputar as Olimpíadas e vai ficar com a gente até lá. Por mim, ficaria até o final do próximo ano. O Honda está doido para jogar, a cada dia que passa, está mais ambientado. Acho que ele fica até o fim de 2021 se tudo acontecer favoravelmente – disse o dirigente.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: