Redes Sociais

Colunas

Aguardando oportunidades, Roger fala sobre seu momento no Botafogo

Publicado

em

Contratado como principal atacante do Botafogo para a temporada, Roger atuou pouco até agora. Ora poupado do Campeonato Carioca, ora no banco de reservas nas partidas da Libertadores…Ele reconhece que ainda não conseguiu adquirir um ritmo de jogo ideal para voltar a fazer o que mais sabe: gols. Com apenas um pelo Botafogo, o atacante espera ganhar mais oportunidades agora que o time conseguiu a classificação para a fase de Grupos da Libertadores.

– Quero ter mais minutos em campo. Não consegui nesse início ter uma sequência, pois fui poupado e não tive como pegar muito ritmo de jogo. Tudo que eu quero é jogar, seja contra o Volta Redonda, Estudiantes… O Vasco depois. Quero que a bola chegue e eu a coloque dentro para tirar esse peso. Estou um pouco atrás dessa galera do “9”. Acho que só joguei quatro jogos inteiros.

Aos 32 anos, ele reconhece que a maturidade o ajuda a não se abater muito com a reserva, tanto que já revelou em uma outra coletiva que apoiou a posição do técnico quando o deixou no banco contra o Colo-Colo, na partida da volta, no Chile.

Amante do futebol, como ele mesmo dia, Roger tem a ideia de virar treinador quando pendurar as chuteiras. Por isso, gosta de discutir posicionamento e costuma conversar muito com Jair Ventura, principalmente nos trabalhos técnicos. Perguntado se escalaria o time titular contra o Volta Redonda, o atacante não fugiu do assunto.

– Eu gosto de futebol, amo isso aqui, né! Chega um tempo na vida que você cansa de cobrança. Penso em ser… Não logo de cara um treinador, mas um auxiliar para me preparar bem. Se eu fosse o Jair, acho que jogaria com o time titular até por esse longo tempo treinando. Se tiver alguma dúvida, ainda terá tempo para trocar. Se eu fosse treinador colocaria o time titular.

Confira os outros tópicos da coletiva:

IMPORTÂNCIA DA TAÇA RIO

– A gente tem falado só de Carioca. Até porque a Libertadores nesse início nos sugou muito. Precisamos dar uma resposta ao nosso torcedor e fazer o melhor para ele que vem nos apoiar. O foco agora é o Volta Redonda para iniciar bem esse segundo turno.

CABEÇA NO ESTUDIANTES

– Seria hipocrisia chegar aqui e dizer que os campeonatos têm o mesmo peso. Já estou com uma idade boa para administrar essa ansiedade.

CONCORRÊNCIA NO ATAQUE

– A disputa te eleva. O nível de competitividade te deixa mais focado. É válido… O Botafogo começou bem o ano, tem jogadores que querem fazer história. A disputa é sadia, e torço para que o Sassá, o Canalles tenham ritmo de jogo. Quem estiver melhor ficará na equipe. O futebol hoje não dá para você ficar falando de titular e reserva. O futebol está dinâmico e isso vai de acordo com o jogo.

10 DIAS DE TRABALHO

– Seria o ideal (a mais na pré-temporada) o tempo que tivemos agora. Você precisa disso para ajustar a equipe. Esses dias foram muito produtivos, bons de trabalho e conseguimos reequilibrar a parte física. Acho que foi ótimo. Claro que queríamos fazer a semifinal e a final do Carioca, mas nosso maior objetivo era a classificação para a fase de grupos da Libertadores. Agora é foco total no Carioca.

Fonte: globoesporte.com

 


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: