Redes Sociais

Notícias

Além do campo: tecnologia é importante para Ramón Díaz, técnico do Botafogo

Publicado

em

Ramón Díaz não chegou sozinho ao Rio de Janeiro. O novo treinador do Botafogo trouxe consigo uma extensa comissão composta por quatro integrantes – dois auxiliares e dois analistas de desempenho. Todos começaram a trabalhar na última terça-feira, em um treinamento no Estádio Nilton Santos.

Com a chegada dos novos analistas de desempenho, a equipe do Botafogo nesta área dobrou de tamanho. Antes, Alfie Assis e Rodrigo Mira dividiam as responsabilidades, mas agora terão a companhia de Damián Paz e Juan Nicolás Rommanazzi, parceiros de longa data de Ramón Diaz.

Por que a análise de desempenho é tão importante para “Don Ramón”? O fator de especialização em tecnologias e programas do tipo foi algo cobrado pelo novo treinador do Botafogo, que tem seu trabalho complementado pela comissão técnica. Já aos 61 anos, ele teve no filho e auxiliar-técnico, Emiliano, o pontapé inicial a tais inteligências.

O argentino logo percebeu que, no século XXI, o futebol anda em conjunto com os programas de análise de desempenho e fez questão de investir em uma equipe do setor. Damián e Juan Nicolás, desta forma, passaram a integrar a comissão técnica de Ramón Díaz e cuidar das questões de softwares, observação, scouting e programas de desempenho.

– A tecnologia é fundamental. Tendo toda a tecnologia, toda a informação, o clube possui aparatos de alto nível e isso vai nos ajudar muito. Trouxe dois profissionais que trabalham comigo há muito tempo, em seleção, equipes, quando estive na Europa, Ásia… É fundamental para o trabalho que queremos fazer. Dá para ter informações sobre os jogadores, equipes, hoje é fundamental para saber tudo sobre os nossos e também os atletas das outras equipes – afirmou Ramón Díaz, na entrevista de apresentação como técnico do Botafogo.

É um trabalho em conjunto. Ramón Díaz presta atenção e pede relatórios semanais de desempenho para os analistas. O treinador solicita que praticamente todos os elementos sejam observados nos treinamentos: número de toques dados, velocidade máxima, tempo de reação de jogadas, entre outros. O auxílio tecnológico é parceiro do argentino.

Os adversários também são pauta para a equipe de observação, que divide o tempo entre analisar os treinamentos do Botafogo e os jogos e estatísticas dos adversários mais próximos do clube de General Severiano. O time trazido por Ramón Díaz trabalhará em conjunto com os profissionais que já estavam no Alvinegro.

A tecnologia é uma parte fundamental do trabalho de Ramón, que buscou se modernizar para não ficar preso a conceitos do passado. Uma numerosa comissão técnica, vale ressaltar, o ajuda nesta missão. Todos, agora, andam na mesma direção: buscar aparatos para contribuir com o Botafogo.

Fonte: Terra / Foto de Capa: Vitor Silva – Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: