Redes Sociais

Notícias

Analistas divergem sobre pênalti em Bahia x Botafogo; PC Oliveira aprova marcação: “Eu discordo da regra”

Publicado

em

Numa discussão acalorada no programa “Seleção SporTV”, os analistas Sandro Meira Ricci, Sálvio Spínola e Paulo Cesar Oliveira divergiram em relação ao pênalti marcado para o Bahia nos acréscimos que determinou a vitória sobre o Botafogo por 1 a 0 no último domingo, em Salvador, pelo Campeonato Brasileiro.

Enquanto os dois primeiros apontaram erro do árbitro Jefferson Ferreira de Moraes, da Federação Goiana, Paulo Cesar Oliveira afirmou que existe uma orientação para que se marquem pênaltis como esse, mesmo que a regra 12 diga o contrário – a bola bate na perna antes de tocar no braço do zagueiro Marcelo Benevenuto.

– Eu discordo da regra, mas tem que ficar claro que os árbitros são orientados a marcar esse pênalti. De acordo com a orientação, é pênalti, porque o Marcelo Benevenuto está com o braço ampliando o espaço, numa ação de bloqueio e a bola não tem uma mudança brusca de direção. Portanto, pênalti bem marcado – analisou PC Oliveira, completando:

– A regra é ruim sim, mas pelo fato do Marcelo estar com o braço ampliando o espaço do corpo a orientação é para marcar o pênalti. Não pode falar que é uma ação inesperada, porque o braço já está ali na posição ampliando o espaço.

Ex-árbitro de Copa do Mundo, Sandro Meira Ricci sustentou a posição que teve durante a transmissão do jogo no canal Premiere, no domingo e disse que não deveria ter sido marcado pênalti.

– O que importa na regra é se a ampliação do espaço corporal do Benevenuto foi natural ou antinatural. Entendo que o árbitro errou. O movimento do Benevenuto é compatível com o que ele faz com a perna. A regra diz uma coisa, mas quando se fala da questão da naturalidade do espaço corporal, entra no campo interpretativo e aí, a orientação que os árbitros tem recebido é a de que os defensores têm de atuar com o braço colado. Para mim, a orientação contraria a regra – opinou Ricci.

Sálvio Spínola, também ex-árbitro e comentarista do Grupo Globo, concordou com Sandro Meira Ricci:

– Para mim, não é pênalti. Independente da orientação, eu vejo na regra como jogada inesperada. Agora, para entender a regra precisa de compasso, de angulação, quantos graus o Benevenuto está com o braço aberto? Para mim é uma bola inesperada, forte e o contato é acidental após bater na perna. Independente da orientação, não marcaria pênalti.

Fonte: Redação FogãoNET e SporTV / Foto de Capa: Reprodução – SporTV


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: