Redes Sociais

Colunas

Aprovação da nova Constituição é prevista para junho. Proposta indica que ST terá direito a voto

Publicado

em

Um ano depois do previsto, o Botafogo caminha para enfim concluir a reforma de seu Estatuto como um dos últimos atos da gestão de Carlos Eduardo Pereira. A proposta, que entre outras coisas dará direito a voto aos sócios torcedores, é uma das promessas de campanha do atual presidente. A comissão composta por conselheiros e formada em 2015 concluiu o estudo das alterações na Constituição alvinegra e definiu o calendário para os próximos e derradeiros passos:


– Março:
prazo para sugestão de emendas dos sócios;
– Abril: avaliação das emendas pela Comissão Especial;
– Maio: aprovação das emendas no Conselho Deliberativo;
– Junho: aprovação final na Assembleia Geral de sócios.

Porém, os sócios terão que esperar a próxima eleição presidencial, pois ainda não poderão votar no pleito do fim do ano. Isso porque haverá um tempo de carência de três anos pagando as mensalidades em dia, a partir da reforma, para ter direito a voto. Entre outras mudanças importantes no Estatuto estão gestão aumentando de três para quatro anos, o fim da reeleição a partir dos próximos pleitos e aumento da oposição dentro do Conselho Deliberativo.

Com a reforma no Estatuto, Carlos Eduardo Pereira terá cumprido a maior parte de suas promessas de campanha divulgadas nos panfletos da “Chapa Ouro” na época das eleições. De acordo com os folhetos de campanha, ficará faltando um “centro de treinamento único e integrado” e o sócio-torcedor, além de votar, “ter direito a ser votado” para o Conselho.

Fonte: globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: