Redes Sociais

Notícias

Até o Brenner quer um 9

Publicado

em

Chegamos à terceira rodada da falida Taça Guanabara, competição em que além dos 4 considerados grandes times do estado do RJ nos deparamos com equipes que, no máximo, disputam a quarta divisão do Brasileiro. E, inacreditavelmente, já estamos com a corda no pescoço… empatamos às duras penas com a Portuguesa da Ilha do Governador e também com o esquartejado time do Fluminense, em jogos sofríveis em que, caso houvesse por merecimento um vencedor, certamente não seríamos nós.

Mediante a pobreza apresentada pela equipe no último terço do campo em ambas as partidas, ficou evidente que os jogadores contratados para prover a criação das jogadas estão em péssima forma e, principalmente, a necessidade de se contratar um camisa 9 de ofício, alguém que tenha minimamente faro para estar no local e hora certas e empurrar a bola para dentro das redes adversárias.
Até o Brenner, em entrevista coletiva ao globoesporte.com, torce veementemente pela chegada deste jogador…

Brenner vive no Botafogo a mesma situação que viveu Roger antes de sua chegada no ano passado: o Botafogo só tinha um centroavante e procurava outro no mercado. Na época, o então camisa 9 alvinegro minimizou a investida do clube no mercado e defendeu a contratação de um concorrente.

Brenner chegou como reserva, assumiu a titularidade com o problema de saúde de Roger e não saiu mais. Agora, é ele quem espera a chegada de um concorrente. Enquanto isso, valoriza sua média de gols: marcou sete vezes em 1.292 minutos dos 21 jogos disputados, média aproximada de uma bola na rede a cada duas partidas.

– Considero que sim. Já parei para ver, hoje em dia tem muito scout, né? Vira e mexe olho a partida que entro, os minutos que jogo. Acho que é uma boa média para centroavante, mas todo mundo tem que pensar sempre em melhorar. Quero fazer mais gols – afirmou.

Brenner tem média de um gol a cada 184 minutos (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Brenner tem média de um gol a cada 184 minutos (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Confira outros tópicos da coletiva:

BUSCA POR NOVO 9
Cabeça tem que ser boa, quem vier chega para somar, ajudar. Eu não vou conseguir jogar todas também, tem que ter um cara para estar ali, independentemente de quem seja titular. Seja volante, zagueiro, atacante…

COBRADOR DE PÊNALTIS
Acho que é um recurso. Eu sou um cara que treina bastante. E não treino com qualquer um: tenho Jefferson e Gatito. A gente tem que tentar aperfeiçoar para que, quando aconteça, a gente possa fazer o gol.

PRECISA MUDAR REPERTÓRIO?
Não, gol é gol. Eu sou cobrado da mesma maneira, se faço ou não. Se é de pênalti, de pé direito, de cabeça… Sei lá. Sou centroavante, vivo de gols. Se não faço sou cobrado, se faço de pênalti também sou (risos).

META DE GOLS?
Não faço. Claro que a gente tenta ser melhor um ano após o outro. Porém não coloco um número exato de gols, vou jogo a jogo, campeonato a campeonato para ajudar o Botafogo a cada partida. Importante é o Botafogo vencer.

ARTILHARIA DO CARIOCA
Nosso projeto é chegar na semifinal. Depois, a minha obrigação é ajudar o Botafogo fazendo gols. Se vier artilharia, bom. Mas trabalho no dia a dia pra ajudar os companheiros. Artilharia é consequência. Claro, como centroavante almejo isso, é mais uma ambição que todo centroavante tem que ter. Mas o primeiro passo é classificar o Botafogo.

CLASSIFICAÇÃO = OBRIGAÇÃO?
Com certeza absoluta. O Botafogo, com a grandeza que tem, como estamos disputando apenas o Carioca, o objetivo é chegar. Temos como meta e como obrigação colocar o Botafogo lá.

ESTILO DE FELIPE CONCEIÇÃO
Acho ele moderno. A gente ainda está se adaptando, é o estilo dele. Querendo entender algumas coisas. Ainda estamos assimilando alguns aspectos de como ele trabalha.

MUDANÇA TÁTICA
Com certeza muda, cada treinador tem seu estilo. A gente vem no dia a dia tentando assimilar e rápido, porque não tem tempo para ficar patinando. Esperamos pegar rápido para bola chegar com mais clareza para finalizar, eu, Pimpão, Luiz Fernando…

MELHOROU PARA CENTROAVANTE?
É um começo de trabalho ainda, a gente ainda está pegando alguns pontos. Mas vem dando uma melhorada de posse de bola, de triangulação na frente, para a bola chegar mais clara, e o centroavante que jogar possa fazer mais gols. Quanto mais gente na frente, melhor para mim. Sejam mais pontas ou meias, as chances de criar aumentam.

CAMISAS 9 PERDERAM BRILHO?
Não tinha parado para pensar. Mas acho que temos centroavantes bons no Brasil. Ainda tem Ricardo Oliveira e Fred, que para mim são os melhores em atuação. É uma posição que sempre teve muito brilho no país, fica difícil falar que está perdendo brilho. Mas a posição está tendo uma escassez um pouco.

BOTAFOGO X MACAÉ EM 2017
Tomara que não seja sofrido (risos). Que a gente faça um resultado favorável e que venham os 3 pontos.

Fonte: globoesporte.globo.com/futebol/times/botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: