Redes Sociais

Notícias

Autuori elogia estreia de Kalou, mas critica Botafogo após empate em casa: “Não fomos eficazes”

Publicado

em

Treinador fica na bronca em empate sem gols em casa com o Coritiba, mas exalta qualidade do marfinense após primeiro jogo pelo clube: “É um jogador com muita lucidez”

O Botafogo esbarrou na falta de eficiência para tropeçar em casa diante do Coritiba. Essa é a análise do técnico Paulo Autuori sobre o 0 a 0 da sétima rodada, que marcou a estreia de Salomon Kalou. Mesmo com elogios ao marfinense, o treinador avisou que o time precisa melhorar o rendimento para sair com vitórias no Brasileirão.

– O resultado final é sempre justo, a não ser quando há interferência de terceiros. Não fomos eficazes nas oportunidades que criamos, mas gostei em termos ofensivos. Chegamos ao fundo com Kevin, com Guilherme, tivemos tentativas por dentro, que o Kalou trouxe, porque não tínhamos, mas não conseguimos converter as oportunidades – disse à BotafogoTV.

Kalou foi titular na estreia pelo Botafogo e jogou quase os 90 minutos. Saiu aos 41 do segundo tempo para dar lugar a Davi Araújo. O atacante fez algumas boas jogadas no ataque e conseguiu boas dobradinhas com Honda e Bruno Nazário, principalmente, mas não conseguiu tirar o zero do placar.

– Ele agregou muito ao jogo no campo do adversário pelo interior. É da característica dele sair do lado do ataque, entrar pelo meio e fazer esse jogo curto. É um jogador com muita lucidez. A jogada que originou o gol que não valeu foi uma enfiada de bola dele para o Kevin. Ele tem leitura, passou por grandes clubes, ficou muito tempo por lá e disputou Copa do Mundo – continuou o treinador.

Com sete pontos e um a frente do Z-4, o Botafogo segurou a 16ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso é contra o Corinthians, no sábado, às 19h (de Brasília), fora de casa, pela oitava rodada. A reapresentação do elenco está marcada para esta quinta-feira.

Mais respostas de Autuori:

Kalou surpreendeu?

– Ele suportou até mais do que a gente esperava. Estávamos atentos ali para ver até onde ele poderia ir. Vai agregar bastante ainda. Foi o primeiro jogo dele depois de tanto tempo sem jogar e de tanto tempo sem permanecer tantos minutos em um jogo. Com a sequência, vai agregar bastante.

Análise do jogo

– Começamos bem o segundo tempo, mas o tempo foi passando e fomos perdendo o discernimento. Isso facilitou as ações do Coritiba. No primeiro tempo, criamos bastante com o Kevin e o Guilherme, também pelo corredor central com o Kalou. Fizemos inversões de jogo… Considero essa queda à impossibilidade de desenvolver alguma coisa no que se passa no jogo. O calendário tira essa situação, acontece com todas as equipes. Eu sofro muito quando não posso treinar as coisas, isso tira a certeza. Acho que foi por conta disso.

Sequência dura para Luis Henrique

– O Luis Henrique é um jogador de muita potência. Quando ele perde isso, fica difícil. Não pôde participar do último jogo, está voltando de lesão. Os movimentos explosivos, de um para um, está ressentindo um pouco, mas é a fatura que todos vão passar, principalmente alguns tipos de jogadores, como o Luis. Com sequência e sem poder treinar, você perde a força.

Time sem entrosamento?

– Estamos no meio da competição, com chegada de jogadores e saída de outros. Como todos os clubes, estamos começando a desenvolver treinos que possam facilitar quem está chegando e isso vai acontecendo durante os jogos, o que é sempre mais difícil. No primeiro tempo, criamos boas situações, tivemos boas chegadas, triangulações… No segundo tempo, começamos bem e perdemos no decorrer.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: André Durão / GE


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: