Redes Sociais

Notícias

Benevenuto lamenta saída de Carli do Bota: “nem consegui dormir direito”

Publicado

em

O zagueiro Marcelo Benevenuto lamentou a saída de Joel Carli do Botafogo e revelou que nem dormiu direito no dia em que foi anunciado o adeus do argentino. O jogador alvinegro lembrou a convivência que teve com o ex-companheiro e afirmou estar preparado para assumir o papel de “xerife” da zaga do time de General Severiano.

No começo do mês, o Botafogo, por meio de uma nota oficial, informou que Carli não fazia mais parte dos planos. As partes, agora, mantêm contato para equacionar uma dívida que o clube tem com o jogador.

“Senti muito a perda do Carli, porque, quando subi para o profissional, o cara era uma referência para mim. Como sempre falo, me ensinou todos os atalhos nos jogos. Nos treinos, me dava vários conselhos. Um cara da qualidade do Carli, anunciar uma rescisão assim… Particularmente, fiquei tristão, nem consegui dormir direito no dia. Ele até me mandou áudio, quase chorando. Fiquei tristão por causa dele, mas o Botafogo tem grandes zagueiros da base. Vou procurar ajudar meus companheiros”, disse.

“Não esperava essa saída, mas estou pronto. Estou trabalhando muito forte e vou passar o que o Carli vinha passando para mim. Tenho certeza que vão ter sucesso no Botafogo”, completou.

Benevenuto contou ainda que teve uma conversa com o jovem zagueiro Helerson, afastado recentemente após ter sido flagrado em uma pelada em meio à pandemia, desrespeitando as “rigorosas orientações do clube quanto à preservação da saúde e respeito ao distanciamento social”, de acordo com o comunicado da cúpula.

“Falei com ele, conversei. Espero que, com o passar do tempo, coloque a cabeça no lugar e venha a ter sucesso no Botafogo. Se não for no Botafogo, que tenha sucesso em outro clube, porque ele não pode perder a qualidade que tem. A qualidade que ele tem é diferente, mas ele vai colocar a cabeça no lugar e vai ter sucesso”, afirmou.

Com contrato renovado até 2023, o zagueiro traça objetivos a serem conquistados com a camisa alvinegra.

“Renovei até 2023, fiquei feliz para caramba. Fiz até uma dancinha (risos). Meus planos aqui: quero ganhar uma Copa do Brasil, título que o clube ainda não tem e um Brasileiro. Minha meta é essa, conquistar vários títulos e ser ídolo”.

O jogador reforçou a ideia de que o elenco concorda com o posicionamento da diretoria, que se mostra contra um retorno do futebol de forma imediata.

“O clube está preservando vidas, olhando o ser humano, não está olhando somente o futebol. Não adiantar forçar uma volta agora, com a pandemia crescendo. É esperar um pouquinho, número de mortes diminuir e voltar tranquilo. Ninguém está pensando diferente aqui [no elenco]. Todos nós estamos fechados com o Botafogo”, assegurou.

No domingo, o Alvinegro entra em campo contra a Cabofriense, pela penúltima rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca.

“Sabemos que não é o ideal, mas temos excelentes profissionais. Nosso preparador físico está fazendo o possível para voltarmos bem. Sabemos que não será 100%, mas querendo voltar uns 70%, 80%, para que, no decorrer do tempo, possamos estar atingindo nossa melhor forma física”.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo FR


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: