Redes Sociais

Notícias

Botafogo explica penhora de premiação na Copa do Brasil e busca reverter decisão favorável ao São Paulo

Publicado

em

Uma notícia caiu como uma bomba para a torcida do Botafogo nos últimos dias: por uma dívida referente à contratação de Henrique Almeida, o São Paulo penhorou até R$ 4,7 milhões do clube alvinegro na Justiça. O valor a ser bloqueado é relativo à premiação da Copa do Brasil.

Atualmente na quarta fase da competição, o Botafogo explicou a questão.

– O que acontece é o seguinte, é uma ação de cobrança tramitando há muito tempo. O São Paulo, desde o início, vem tentando penhorar recursos e não vem conseguindo. Na última vez, tentaram penhorar os recursos incentivados do basquete, deu trabalho, mas conseguimos reverter. Agora, eles estão aguardando, acompanhando tudo, viram a classificação e pediram a penhora do prêmio da CBF. É por isso que as coisas acontecem rápido contra o Botafogo, são processos já em andamento. Quando se inicia, o clube é chamado para pagar, oferecer bem como garantia ou então o juiz determina penhora, o trâmite é mais demorado. Quando se trata de processo já em andamento acontece isso, o São Paulo está há seis anos tentando penhorar e não consegue, quando consegue, revertemos. Infelizmente, todos esses nossos processos já estão em andamento, o juiz parte logo para determinar penhora – explicou o vice-presidente jurídico do Botafogo, Domingos Fleury, ao canal do Wellington Arruda.

Contratado pelo Botafogo no início de 2013, Henrique Almeida não deixou saudades e saiu do clube em 2016 rescindindo o contrato na Justiça sob alegação de falta de pagamento de salários e direitos trabalhistas. Atualmente no Goiás, o centroavante foi rebaixado em 2019 pela quinta vez no Campeonato Brasileiro, esta última pela Chapecoense.

Fonte: Redação FogãoNET e canal do Wellington Arruda / Foto de Capa: Vitor Silva / SS Press / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: