Redes Sociais

Notícias

Botafogo luta contra histórico ruim diante do Paraná pela Copa do Brasil

Publicado

em

Alvinegro já foi eliminado pelo time paranista em duas ocasiões. Dodô, que no Glorioso virou o Artilheiro dos Gols Bonitos, foi carrasco em 1996. Equipes se reencontram na terça

O Botafogo não tem tempo de lamentar a derrota por 3 a 0 para o Flamengo, no último sábado, pela segunda rodada da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Na próxima terça-feira, às 19h15, no Estádio Nilton Santos, o Alvinegro receberá o Paraná em jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Na competição de mata-mata, o Glorioso é freguês do adversário, que atualmente está na Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro.

As duas equipes cruzaram três vezes na Copa do Brasil, e o Botafogo só conseguiu superar o time paranista em 2011, quando venceu por 2 a 1 no Durival Britto, em Curitiba, e por 3 a 0 no Nilton Santos.

Nesses duelos, válidos pela segunda fase do torneio, o zagueiro Antônio Carlos e o atacante William fizeram os gols do Botafogo na primeira partida, na qual o zagueiro Rodrigo Defendi marcou pelo Paraná. Já no duelo disputado no Niltão, o centroavante Loco Abreu fez dois gols, e o atacante Caio fechou a conta.

Dodô carrasco

O primeiro encontro entre Botafogo e Paraná na Copa do Brasil ocorreu em 1996, nas oitavas de final. Tanto nos duelos disputados no Caio Martins, em Niterói (RJ), e no Durival Britto, houve empate em 0 a 0. Em Curitiba, os donos da casa avançaram ao vencerem por 4 a 2 nos pênaltis.

Na ocasião, o Paraná acertou todas as cobranças a que teve direito, executadas pelos atacantes Saulo e Dodô, pelo meia João Santos e pelo lateral-direito Gil Baiano. Pelo Botafogo, apenas o atacante Hugo e o meia Julinho acertaram. O goleiro Régis defendeu as cobranças do volante Jamir e do atacante Bentinho. Um dos que acertaram pelo Paraná, Dodô é o mesmo que atuou de 2001 a 2002 e de 2006 a 2007 pelo Glorioso, onde virou o Artilheiro dos Gols Bonitos.

Outra eliminação alvinegra pelo Paraná ocorreu em 2002, também nas oitavas de final, com Dodô atuando pelo Botafogo. O estrago foi feito no Maracanã, logo na partida ida, pela qual os paranistas venceram por 3 a 1. O meia Marquinhos fez dois gols e atacante Alexandre Oliveira fez um, para os visitantes, enquanto o meia Almir descontou.

Na volta, no Durival Britto, o Botafogo abriu o placar com o meia Júnior, mas levou gol do atacante Adriano Chuva. O empate em 1 a 1 deu a classificação às quartas de final para os anfitriões.

Vale grana

Além de ser um caminho mais rápido para a Copa Libertadores, a Copa do Brasil vale uma boa grana. Caso se classifique para a quarta fase, a última antes das oitavas de final, o Glorioso embolsará mais R$ 2 milhões. Até então, pela participação em três fases do torneio, o clube já faturou R$ 3,9 milhões.

— Precisamos fazer o melhor placar possível, para termos tranquilidade no jogo de volta, na casa deles — disse o atacante Luis Henrique, sobre a partida contra o Paraná, na terça-feira.

A partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil, no Durival Britto, está marcada para o dia 18, quarta-feira da semana que vem, também às 19h15.

Fonte: Lance

Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: