Redes Sociais

Notícias

Botafogo pede urgência à Justiça no caso Willian Arão e “teme” saída do jogador do Brasil

Publicado

em

O Botafogo tem R$ 4 milhões mais juros a receber de Willian Arão, do Flamengo, como indenização por reparação de perdas e danos. O volante deixou o clube no fim de 2015, se negando a cumprir a cláusula de renovação do contrato. Contudo, até hoje, o Alvinegro não recebeu o dinheiro.

Não há sequer previsão para o pagamento de Willian Arão. O vice-presidente jurídico do Botafogo, Domingos Fleury, explicou a questão e revelou preocupação do clube em uma transferência do volante para o exterior.

– Com relação ao caso do Arão, o que tem que se ver é que a pandemia atrapalhou. Desde março, o TST, assim como toda a Justiça do Trabalho, está fechado, não tem atendimento presencial. Só julgam casos urgentes, estabelecidos pelos ministros do TST. Fizemos requerimento, petição, através do escritório Capanema Belmonte, dizendo que se o atleta for negociado e sair do Brasil, vamos ter dificuldade enorme para executar estes valores. Apresentamos requerimento pedindo urgência no julgamento dos embargos de declaração. É o que falta para encerrar no TST e voltar ao Rio – explicou Fleury ao canal do Wellington Arruda.

– Aí, vai ser a nossa vez, vai ser intimado para pagar e, se não pagar, vamos fazer penhora, indicar os bens dele. É o que acontece no caso Arão. A pandemia paralisou as atividades do TST, não estão julgando tudo como julgavam antes, quando funcionavam normalmente. Infelizmente, embargos de declaração não são considerados prioritários. Já fizemos requerimento e estamos esperando a decisão – afirmou Fleury.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Wellington Arruda / Foto de Capa: Vítor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: