Redes Sociais

Notícias

Botafogo perde seis pontos com gols sofridos no fim dos jogos

Publicado

em

O Botafogo detectou um de seus principais problemas neste Campeonato Brasileiro. O time acumula seis empates nos oito jogos que disputou até a aqui. Esse número não precisava ser tão grande se o time não sofresse tantos gols nos minutos finais das partidas.

Em três oportunidades, o Alvinegro estava com a vitória encaminhada, mas viu os adversários reagirem nos minutos finais e arrancarem empate. Foi assim com Flamengo, Corinthians e, por último, o Athletico, ontem (9). São seis pontos que deixariam o Botafogo muito melhor colocado na classificação – mesmo com um jogo a menos.

“Momento pede tranquilidade. Ganhar do Botafogo hoje é muito difícil e nós temos que entender que não temos ganhado os jogos. São seis pontos perdidos contra Flamengo, Corinthians e Athletico fazendo bons jogos, competitivos. São seis pontos que estaríamos em posição na tabela que ninguém esperaria. O que é do homem, o bicho não come. Manter a tranquilidade, a melhor resposta que temos é a capacidade de discernir sobre o que acontece. Nada acontece por acaso”, disse o técnico Paulo Autuori.

Segundo o treinador do Botafogo, os erros cometidos no fim dos jogos podem ser explicados pela média de idade do time e também pela falta de treinamentos. Autuori lamenta a falta de tempo para corrigir os erros e pede paciência para que tudo seja ajustado.

“Temos uma equipe jovem e mesmo algumas equipes com jogadores experientes, não são maduras coletivamente e nós tampouco poderíamos ser maduros, nesse momento, com jogadores jovens e equipe sendo trabalhada. Me perdoe ser repetitivo, não é só com o Botafogo, mas com qualquer equipe e treinador, sai dos jogos deveria fazer ajustes e não é possível. É no papo, na conversa, nos vídeos para ajustar o que deveria ser feito dentro de campo”, disse o comandante alvinegro.

Por fim, o treinador mostra que não sentiu o baque. Pelo contrário. Para Autuori, o Botafogo tem desempenhado satisfatoriamente e que a vitória chegará naturalmente. No próximo domingo, clássico com o Vasco. Orientação especial? Não.

“O que exijo dos jogadores é muita moral para o clássico, pois não é possível repetir jogos que temos feito e não ganhar. Vai acontecer, certamente. Há uma tendência evolutiva, assim como tem ocorrido nos últimos minutos de jogo. É algo real e que não pode virar característica”, finalizou.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: