Redes Sociais

Notícias

Botafogo prioriza pagamento de salários, mas tem dificuldade em gerar receitas: “A cadeia produtiva parou”

Publicado

em

Prioridade é o pagamento de salários atrasados

A pandemia do novo coronavírus apertou ainda mais as finanças do Botafogo. Hoje, o clube ainda não quitou 77% do salário do mês de fevereiro, março integral e férias coletivas de abril aos funcionários. Os jogadores não receberam março e as férias de abril. O vice de finanças Luiz Felipe Novis afirmou que a prioridade é o pagamento dos salários.

“Essa é a grande preocupação da diretoria em relação aos nossos funcionários, principalmente os que ganham menos, que já estão indo para três meses em atraso. Tem o fator humano que é muito caro para todos nós. São pessoas que se dedicam ao Botafogo e precisam do clube para manter suas famílias. Essa é a nossa prioridade” disse Novis, que revelou qual o cenário atual das finanças do clube.

“Nós passamos aquele choque inicial, mas continuamos aqui trabalhando, mesmo à distância sobre a coordenação do nosso presidente Nelson Mufarrej. Estamos tomando algumas atitudes internas para tentar tornar as coisas mais eficientes em relação aos processos do clube e aguardando também soluções externas. Esse é um problema que está afetando todos nós. Não existe nenhuma receita nesse momento para fazer dinheiro. A “cadeia produtiva” parou. Foi totalmente afetada no futebol. Nós temos dificuldades de receber recursos e dificuldades de pagar nossos fornecedores que prestam serviços ao clube, nossos funcionários e tudo mais. Não existe ideia de conseguir dinheiro novo até que o mercado volte a se regularizar e o futebol volte a funcionar normalmente. Uma maneira seria algum plano de recuperação externo. Nesse caso, teria que ter uma participação do governo de alguma forma nesse sentido”.

Fonte: Rádio Tupi


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: