Redes Sociais

Notícias

Botafogo reverte no STJD punição da Ferj após polêmica com borderôs no Campeonato Carioca

Publicado

em

Clube teve divergência em cobrança na partida, que marcou a retomada após a parada devido à pandemia. Vitória no tribunal é mais um capítulo do embate político nos bastidores

O Botafogo conseguiu na última quinta-feira vitória contra a Ferj no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que liberou o clube da punição de perda de um mando de campo pelo não pagamento das despesas operacionais do jogo contra a Cabofriense, pela Taça Rio. A informação foi publicada primeiro pela Rádio Tupi.

Em 1º de julho, a Ferj informou que o Bota não pagou as despesas no prazo regulamentado e anunciou a punição, que valeria para a próxima edição do Campeonato Carioca. A diretoria alvinegra recorreu ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), que manteve o gancho.

O clube conseguiu a vitória na esfera federal, em mais um capítulo da polêmica que envolveu Botafogo, Fluminense, Ferj e os borderôs do Campeonato Carioca.

Relembre o caso

A punição da federação ao clube é resultado de uma briga que movimentou os bastidores do futebol carioca. A Ferj cobrou da dupla Botafogo e Fluminense R$ 25 mil em “despesas operacionais”, valor referente aos funcionários da entidade nos jogos. A quantia é 10 vezes maior comparada ao mesmo item nos borderôs de Flamengo e Vasco.

Bota e Flu não assinaram os borderôs, documentos que após a realização das partidas costumam ser rubricados por representantes dos clubes envolvidos nos jogos e pela federação por não concordarem com os valores. No entanto, o clube tricolor resolveu pagar mesmo com a divergência.

A dupla entendeu o movimento como retaliação do presidente da entidade, Rubens Lopes, pelo embate nas discussões envolvendo a volta do campeonato em meio à pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, o presidente alvinegro, Nelson Mufarrej, reclamou do “batalhão de funcionários” naquela partida, que ocorreu sem público.

– Basta um exercício de simples comparação com outros jogos. Não assinamos o borderô. Não concordamos com ele. A FERJ enviou um batalhão de funcionários para trabalhar em um jogo sem público – disse.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: André Durão


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: