Redes Sociais

Notícias

Botafogo vence Boavista nos acréscimos em dia de homenagens a Espinosa

Publicado

em

Com um gol aos 46 minutos do segundo tempo de Bruno Nazário, o Botafogo venceu o Boavista por 2 a 1 hoje (1), no estádio Nilton Santos, na estreia das equipes na Taça Rio. Os outros gols foram marcados por Alex Santana, para os alvinegros, e Michel, para o time de Bacaxá (RJ).

O jogo ficou marcado por uma série de homenagens dentro e fora de campo para o ex-técnico Valdir Espinosa, que atualmente exercia a função de gerente de futebol do Botafogo e que morreu na última quinta-feira (27) em decorrência de complicações em uma cirurgia de abdômen.

O Alvinegro volta a campo agora no próximo sábado (7), no clássico com o Flamengo no Maracanã que pode marcar a estreia do japonês Honda. Já o Boavista recebe o Bangu na sexta (6).

Flâmula e selo

O Botafogo fez uma flâmula especial para a partida. Ela continha o rosto de Valdir Espinosa e a frase “Eterno Campeão”. A mesma imagem estava estampada em um selo nas mangas da camisa da equipe.

Bandeiras na arquibancada

Duas bandeiras foram exibidas pela torcida do Botafogo na arquibancada do estádio Nilton Santos. Uma continha a frase “Espinosa eterno” e a outra “O começo de uma era. Obrigado, Espinosa”.

Um minuto de silêncio

Antes de a bola rolar, foi realizado um minuto de silêncio. As equipes ficaram abraçadas ao centro do gramado e os torcedores respeitaram sem cantos e instrumentos. Após a arbitragem autorizar o início da partida, os alvinegros cantaram “Ah! É Espinosa!”.

Treinadores o enaltecem

Os técnicos Paulo Autuori, do Botafogo, e Bonamigo, do Boavista, fizeram questão de enaltecer Valdir Espinosa antes da partida. O alvinegro falou dos dias difíceis que o clube viveu, já que Espinosa era gerente de futebol.

“Homenagens muito merecidas a Espinosa. É um momento complicado para nós”, disse ao Premiere.

Já Bonamigo desejou um bom descanso:

“Ao mestre Espinosa, todo carinho do mundo, que tenha um ótimo descanso”.

Cortez discreto

O equatoriano Cortez fez sua estreia pelo Botafogo, mas sua atuação foi discreta. O jogador teve uma boa oportunidade no primeiro tempo, mas acabou pegando muito mal na bola. No primeiro lance da etapa final, chegou a balançar a rede, mas estava impedido. Ele foi substituído aos 15 minutos do segundo tempo por Luiz Fernando.

O melhor – Luis Henrique

O garoto mostra estar cada vez mais à vontade no profissional. Ousado, por pouco não fez um golaço hoje no Nilton Santos em uma jogada individual. No fim, fez todo o lance que originou o gol da vitória feito por Bruno Nazário.

O pior – Danilo Barcelos

O lateral esquerdo cedeu espaços em seu setor e ainda proporcionou um lance bisonho na defesa no primeiro tempo.

Que golaço de Alex Santana!

Após pegar um rebote do goleiro Kléver, Luis Henrique rolou para trás e Alex Santana pegou de primeira, colocado, no ângulo! Que golaço aos 24 minutos do primeiro tempo!

“Dedico esse gol para o Espinosa, que nos deixou dias atrás”, disse o jogador ao Premiere.

Poderia ter ampliado

O Botafogo poderia ter saído do primeiro tempo com um placar mais elástico. Foram três boas oportunidades: uma com Bruno Nazário em três tentativas, outra com Cícero e por último com Luis Henrique, que fez uma linda jogada individual e parou cara a cara com Kléver.

No travessão!

O Boavista teve uma grande chance aos 31 minutos, quando Jean Victor cobrou falta da entrada da área e a bola explodiu no travessão de Gatito.

Boavista empata

O Boavista voltou melhor no segundo tempo e empatou aos cinco minutos quando Wellington Silva cruzou da direita e o volante Michel cabeceou para o chão. A bola quicou e enganou Gatito. Foi o empate do time de Bacaxá (RJ).

Gol de Nazário nos acréscimos!

Aos 46 minutos, quando a torcida já vaiava a equipe, o talentoso Luis Henrique fez jogada individual e deixou Bruno Nazário na cara do gol. Com tranquilidade, o jogador deu um toque sutil por cima de Kléver e fez o tento da vitória para o Botafogo.

Botafogo cai de rendimento

O Botafogo teve tempos distintos. No primeiro, criou oportunidades e tinha volume de jogo. No segundo, cedeu espaços e deixou o Boavista gostar da partida.

Boavista não se intimidou

Mesmo atuando como visitante, o Boavista não se acovardou e fez um jogo franco contra o Botafogo, saindo para o jogo e criando chances.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 x 1 BOAVISTA

Data e hora: 01/03/2020, às 19h (horário de Brasília)

Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Paulo Renato Moreira da Silva Coelho

Auxiliares: Michael Correia e Guilherme Vogas Tavares

Cartões amarelos: Alex Santana, Barrandeguy (BOT); Michel (BOA)

Cartões vermelhos: Nenhum

Gols: Alex Santana, aos 24 minutos do primeiro tempo (BOT); Michel, aos 5 minutos do segundo tempo (BOA); Bruno Nazário, aos 46 minutos do segundo tempo (BOT)

Botafogo: Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo, Ruan Renato e Danilo Barcelos; Cícero (Caio Alexandre), Alex Santana (Thiaguinho), Bruno Nazário, Loco Cortez (Luiz Fernando) e Luiz Henrique; Rafael Navarro. Técnico: Paulo Autuori.

Boavista: Klever, Wellington Silva, Douglas Pedroso, Elivelton (Victor Pereira) e Jean; Fernando Bob (Vitor Faísca), Erick Flores, Jefferson Renan e Michel; Tartá (Luiz Soares) e Caio Dantas. Técnico: Paulo Bonamigo.

Fonte: UOL


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: