Redes Sociais

Colunas

Botafogo vence Joinville e está a uma vitória do título

Publicado

em

O Botafogo está a uma vitória do Novo Basquete Brasil. Em mais um duelo equilibrado, o Alvinegro foi até o Sul do país e com grande atuação do pivô Rodrigo Bahia deu o troco do revés em casa e bateu o Joinville por 66 a 60 para vencer e abrir 2 a 1 na série final da Liga Ouro, a divisão de acesso à elite do basquete brasileiro. Com o triunfo, o Alvinegro pode ser campeão na próxima terça-feira, quando as equipes se reencontram no Centro de eventos Cau Hansen, em Joinville, às 20h. Caso o time da casa vença, o jogo 5 acontece no Rio de Janeiro, na sexta-feira, também às 20h.

Vindo do banco, o pivô Rodrigo Bahia foi decisivo no duelo. Bem no garrafão, conseguiu dez rebotes e ainda anotou 19 pontos, um duplo-duplo. Com 14 pontos e seis rebotes, Wes também foi importante, assim como Jamaal, que deixou a partida com 12 pontos. Do outro lado, André Bambu fez 14 pontos, com bom aproveitamento da linha de três. Vezaro terminou com 12, e Jerônimo foi bem com sete rebotes e nove pontos.

– Traçamos um plano diferente do jogo 2, foi uma partida bem física, mas leal. Defendemos bem para ter a posse de bola. Encaramos o jogo fora com tranquilidade e agora é manter o foco, a cabeça no lugar, que o jogo 4 será bem difícil – garantiu o pivô Rodrigo Bahia.

Nervosismo e muitos erros no jogo 3

Parecia que a série havia recomeçado. Como no jogo 1, Joinville e Botafogo começaram errando praticamente tudo. No Alvinegro, a escolha foi por deixar Arnaldinho e o cestinha Jamaal no banco. Com metade do quarto, o placar tinha míseros 2 a 2, com apenas uma cesta de cada lado. Os bancos rodaram, a base titular do Botafogo entrou, mas o panorama não mudou. Um pouco melhor, o time da casa ainda meteu outras três cestas, uma delas em bola de três de Vezaro, e fechou o fraco primeiro período em 10 a 4.

Bem melhor no retorno, o Alvinegro pontuou com Arnaldinho e Wes e virou o jogo para 17 a 16 em quatro minutos de quarto. Pela primeira vez à frente, os cariocas apertaram na defesa e com mais cinco pontos seguidos e boa presença de Phill, abriu 21 a 16. O quarto era todo do Botafogo, que aproveitava os erros ofensivos do Joinville e jogava em transição. Chamando a responsabilidade, Wes conseguiu quatro pontos em sequência no um contra um. No minuto final do período, os visitantes tinham 25 a 20, mas bobeou e viu a margem cair para 26 a 25 em lance livre de Vezarinho.

A final voltou frenética. Nos dois primeiros minutos do quarto, Joinville retomou a ponta após bola de três de Vezaro, fazendo 32 a 29. Em sua melhor atuação na série, Rodrigo Bahia chegou aos dez pontos e o Alvinegro foi quem passou a liderar, mas por margem mínima. A exemplo dos dois primeiros jogos, o terceiro período incendiou o duelo. Jamaal para três, e Wes no contra-ataque, mantiveram o Botafogo à frente por 41 a 37 faltando três minutos da parcial. E apesar da bola de três de Bambu, o Alvinegro foi para a reta final do jogo vencendo por 45 a 42.

Decidido a não dar espaços, o Botafogo precisou de dois minutos para abrir nove de frente: 53 a 44. Nervoso, Joinville não conseguia acertar no ataque. E os cariocas, apesar de não fazerem muito diferente, mantinham os nove de dianteira na metade do quarto. Em jogada de três pontos, outra vez com Bambu, o time da casa diminuiu para 60 a 54 e acordou as arquibancadas do Cau Hansen. No desespero por buscar o placar, Joinville falhou em arremessos de três seguidos e não conseguiu a reviravolta, perdendo em casa e ficando atrás na série final da Liga Ouro.

Fonte: globoesporte.com.br/botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: