Redes Sociais

Notícias

Bruno Nazário oscila pela primeira vez e expõe planejamento do Botafogo

Publicado

em

Um dos destaques do Botafogo na temporada, Bruno Nazário terá que conviver com críticas pela primeira vez com a camisa alvinegra. É que o apoiador não conseguiu manter no Campeonato Brasileiro o mesmo desempenho apresentado no Carioca. Para piorar, o fato expôs o erro na montagem do elenco para o restante da temporada.

Contra o Fortaleza, o técnico Paulo Autuori não tinha no banco de reservas algum jogador para substituir Bruno Nazário. Em termos de característica, apenas ele e Keisuke Honda podem fazer a função. O japonês teve grande atuação jogando mais recuado na última partida e não era opção de substituição, portanto.

No banco de reservas, inclusive, havia apenas um jogador de meio de campo: Luiz Otávio. O volante, inclusive, entrou em campo no segundo tempo, justamente no lugar de Honda. Luiz Fernando e Rhuan, atacantes, foram as outras substituições.

A deficiência foi observada. A ideia do Botafogo, no entanto, não é trazer um apoiador neste primeiro momento, mas um volante. Dependendo da qualidade do reforço, Honda poderia ser aproveitado como apoiador e, nesse caso, lutaria por posição com Bruno Nazário.

Como o restante da temporada será intenso por causa da maratona de jogos, essa situação não é encarada como um problema no Botafogo, mesmo que, em algum momento, um dos dois possa aparecer no banco de reservas. A questão é que o erro na montagem do elenco foi percebido e tentará ser corrigido de alguma forma.

A falta de dinheiro é um problema evidente no processo. A ideia é um volante de mobilidade, que saiba jogar, distribuir bem a bola, além da marcação. O problema é que esse tipo de jogador é caro, o que dificulta. Segundo apuração, um jogador com características mais defensivas não agrada.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Reprodução / Premiere


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: