Redes Sociais

Notícias

Centroavante na base e de contrato renovado, Kanu agradece à preparação física do Botafogo: “Trabalho fenomenal”

Publicado

em

Titular do Botafogo com o técnico Paulo Autuori antes do futebol parar por conta da pandemia do novo coronavírus, o zagueiro Kanu comemorou a renovação contratual com o clube até dezembro de 2022 e fez uma menção especial aos preparadores físicos alvinegros, que recentemente receberam críticas da torcida. Desde a categoria de base, o jogador revelou que ganhou 6kg de massa muscular, fator fundamental para o sucesso nos campos.

– Tenho que falar da preparação física, que é uma coisa que muitos falam injustamente. Professor (Felippe) Capella (preparador físico), (Lucas) Ometto (auxiliar) e Diogo (Missena, também auxiliar) são especiais… Eles ajudam de uma forma especial que vocês não tem noção, é mental e fisicamente também. Imagine um garoto que acaba de subir e não tem oportunidade, ou quando tem não vai bem, vai treinar todo dia, cabisbaixo, tendo que ganhar força, academia… O trabalho deles é fenomenal. Essa parte toda agradeço a eles. Após a renovação mandei mensagem a eles três, tiveram total influência, me escutaram, aguentaram minhas caras feias… Quero agradecer a eles especialmente – afirmou Kanu.

Centroavante Kanu

Fã de Marcelo Benevenuto e com Gabriel – zagueiro que jogou no Botafogo no ano passado e este ano retornou ao Atlético-MG – como sua referência técnica, Kanu conta que chegou ao Botafogo aos 16 anos como centroavante, após ser dispensado de Flamengo e Vasco. Ele virou zagueiro após conselho do técnico Mauricio de Souza, mais conhecido como Mauricinho, hoje técnico do sub-20 do Rubro-Negro.

– Tenho uma história meio bizarra… Eu era centroavante, cheguei no Botafogo para fazer teste como centroavante, fui disputar o Torneio Guilherme Embry Sub-16 e fiz um jogo só. Aí teve transição para o sub-17 e o Mauricinho chegou para mim e falou: “Gosto de você, tem um centroavante aqui que vai ficar, mas te vejo como zagueiro”. Aí pensei: “Ih, rapaz, esse cara está doido…” Saí bolado, fui para casa, falei com meu pai, ele também ficou surpreso, mas comecei a maturar a ideia. Já tinha conhecido o histórico dele, já tinha salvado o Ribamar, que era volante e hoje é atacante, aí resolvi escutá-lo e está dando tudo certo – explicou.

Fonte: Redação FogãoNET


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: