Redes Sociais

Notícias

CEP recorda caso Marcos Paquetá no Botafogo e critica Anderson Barros: “Iria causar grandes prejuízos”

Publicado

em

Vice-presidente do BotafogoCarlos Eduardo Pereira recordou um dos momentos mais controversos da história recente do clube: a contratação do técnico Marcos Paquetá em 2018. Ele foi trazido da Índia para substituir Alberto Valentim e ficou apenas 36 dias no cargo.

Na entrevista concedida ao canal Papo com Léo Careca, CEP disse que mostrou sua discordância em reunião à época e fez duras críticas ao ex-gerente de futebol Anderson Barros, que chegou ao clube no início de 2018, no começo da gestão Nelson Mufarrej e saiu no final de 2019 para ir para o Palmeiras.

– Houve uma reunião e fui contrário à contratação do Marcos Paquetá. Tinha certeza de que ele não teria a menor condição, não tinha nada a ver com o Botafogo. A única semelhança que havia entre Botafogo e Paquetá era o fato de serem praias. Foi mais uma decisão equivocada do Anderson Barros, que já tinha dito ao Gustavo Noronha (vice de futebol) que iria causar grandes prejuízos ao Botafogo e fez péssimos negócios. Insistiram, infelizmente, em mantê-lo. Não sei se procuraram o Gustavo, mas realmente o Paquetá foi uma triste decisão – afirmou CEP.

Em cinco jogos, Marcos Paquetá teve apenas uma vitória (1 a 0 sobre a Chapecoense, em casa, pelo Brasileiro) e quatro derrotas (Corinthians, Flamengo, Internacional, pelo Brasileiro) e Nacional-PAR (a derradeira, pela Copa Sul-Americana), com dois gols marcados e nove sofridos.

Fonte: Redação FogãoNET e Papo com Léo Careca / Foto de Capa: Vitor Silva / SSPress / Botafogo

Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: