Redes Sociais

Notícias

Clubes se manifestam contra o retorno de público aos jogos

Publicado

em

Times da série A vão na contramão do Flamengo e não são favoráveis à medida que previa liberar torcida no jogo do rubro-negro (ainda depende de aval da CBF)

Clubes da série A tem se manifestado de maneira contrária à possibilidade do jogo entre Flamengo e Athletico-PR ter a presença da torcida. Até agora, Bahia, Botafogo, Corinthians, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e Vasco mostraram opiniões diferentes daquelas que foram exibidas pela Prefeitura do Rio de Janeiro e pela Federação de Futebol do Estado do Rio.

Os clubes da série A foram procurados pelo GE até a publicação da reportagem e alguns já se manifestaram. O Fluminense não se pronunciou de maneira oficial, mas a apuração é de que o clube é contrário à atitude da Prefeitura do Rio.

O Palmeiras também não se manifestou publicamente, porém, defende que a autorização seja dada pelos órgãos de saúde e com todos os protocolos definidos. O clube entende que, após isso, a autorização tem de ser concedida para todos os estados.

Confira abaixo o posicionamento de cada clube.

Bahia – presidente Guilherme Bellintani

– Vamos defender o retorno do público aos estádios quando as autoridades sanitárias avaliarem que é o momento e defendemos que seja ao mesmo tempo em todo os jogos, evitando desequilíbrio esportivo da competição.

Botafogo – presidente Nelson Mufarrej

– O Botafogo defende o princípio da isonomia, uma premissa básica quando se fala em competição. É uma discussão que precisa contemplar o coletivo, ou seja, todos os clubes e os cenários vivenciados em todo o país, sob os mesmos critérios. É imprescindível que haja o respaldo dos órgãos de saúde e que ocorra sem açodamentos.

Corinthians – presidente Andrés Sanchez

– O Corinthians só aceita a volta do público aos estádios se todos os times da série A tiverem a mesma oportunidade, independente do estado ou cidade. Se não forem as mesmas condições pra todos, não entraremos em campo.

Fluminense – presidente Mário Bittencourt em junho no “Troca de Passes”

– E antecipo aqui a todos os torcedores do Fluminense que não vamos abrir o estádio. Mesmo que o decreto libere, os jogos serão de portões fechados. Se a gente entrar no Brasileiro e todos os outros estados estiverem de portões fechados, não acho justo que o Rio jogue de portão aberto. Causa desequilíbrio na competição.

Grêmio – presidente Romildo Bolzan Jr.

– O Grêmio defende a isonomia da volta igualitária nos estádios.

Internacional – vice-presidente de futebol Alessandro Barcellos

– Não discutimos isso, não temos posição do clube. Fala aqui o Alessandro, acho que compromete a competição, desequilibra. O Beira-Rio desequilibra, faz barulho, pressão. Qualquer número de pessoas sendo da nossa torcida incentiva, com certeza. Não tendo esta condição e outros tendo, somos contra. Não falei com ninguém no clube.

Santos – nota da assessoria de imprensa

– O Santos FC entende que o retorno dos torcedores aos estádios de futebol deve acontecer apenas quando todos os clubes e cidades receberem autorização das autoridades competentes de saúde e da CBF, visando a isonomia da disputa das competições nacionais e a saúde de todos os envolvidos.

Vasco – nota da assessoria de imprensa

– Para se liberar torcida, deve-se liberar em todo território nacional, pois não se pode criar um desequilíbrio esportivo.

Entenda o caso

Na última sexta-feira, a Ferj divulgou que cogitava a volta do público para o jogo entre Flamengo e Athletico-PR, marcado para o dia 4 de outubro. Porém, tal medida valeria apenas para as partidas no Maracanã, segundo determinação da Prefeitura do Rio. A decisão final depende de aval da CBF, que ainda não se manifestou sobre o assunto.

A atitude gerou críticas, primeiramente do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Ele afirmou que se a presença da torcida for liberada somente no Rio de Janeiro, o clube paulista não entrará mais em campo pelo Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, rebateu o presidente corintiano dizendo que “cidades aptas para receber público estão recebendo”.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: André Durão


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: