Redes Sociais

Notícias

Com recado de Loco Abreu, Luis Henrique comemora fase no Botafogo e interesse europeu

Publicado

em

Atacante de 18 anos observado pelo Bayern mostra satisfação pelo reconhecimento, mas garante foco no Brasil. Ídolo uruguaio aparece em “live” da Botafogo TV e dá conselho

Grande promessa do Botafogo para 2020, Luis Henrique vive ascensão relâmpago na temporada. Nos primeiros meses de profissional, o atacante de 18 anos virou titular, caiu nas graças da torcida e já é monitorado por clubes europeus. Como o Bayern de Munique, da Alemanha, que o sondou em dezembro.

Em entrevista coletiva virtual nesta quinta-feira, a joia respondeu sobre as especulações com seu nome na Europa, mas despistou sobre os possíveis candidatos.

– Tento me manter o mais focado possível nos treinos, no Botafogo. Se for verdade, a gente senta e vê o que é melhor para mim e para o Botafogo. No momento, a minha cabeça está no Brasil e no Botafogo. É motivo de felicidade. Estou em um time grande, sendo reconhecido com a visibilidade que o Botafogo dá. Estou trabalhando. Vou continuar me esforçando para me destacar dentro do clube – disse.

– É um sonho jogar em times grandes como os que saíram aí na mídia, mas, meu foco é o Botafogo. Tenho que jogar, treinar. Não posso dar ouvidos a isso agora. Se tiver que ser… Vou esperar. Em relação à campeonato, Itália, Alemanha, Inglaterra… São todos muito bons, gostaria de jogar em qualquer um – completou.

Após a entrevista, o Botafogo preparou algumas participações especiais para o garoto. Primeiro, do irmão mais novo, Pedro, que é da base alvinegra e da assistente social do clube, Maristela Eleutério. Por último, a mais especial: o ídolo Loco Abreu apareceu para dar alguns conselhos para o camisa 11.

– Espero que todo mundo esteja bem nesse momento difícil. Quero passar para te dar um abraço. Você começou muito bem e se conseguir estudar, muito melhor. O estudo é bom para a parte coletiva, para ser um jogador mais preparado e com mais cultura e vai te ajudar dentro do campo de jogo. Além disso, dentro da experiência da vida, não se deixe enganar pelas luzes do futebol. Escolha bem as pessoas que estão perto de você, se essa pessoa quer o melhor para você. Continue dando alegrias para o nosso Fogão e para essa torcida – disse o eterno camisa 13.

– É uma honra para mim. É um jogador renomado no futebol brasileiro. Feliz demais. Tem que me mandar no “Whats” para ouvir com calma o conselho e seguir e quero ter a honra de um dia conhecer ele – respondeu Luis Henrique.

Outras respostas do atacante

Início no profissional

– O momento mais marcante foi a minha estreia. Vi a grandeza do clube e o apoio do torcida. Foi o meu momento mais marcante até agora. Não esperava que fosse tão rápido. Quando soube que seria titular na minha estreia, fiquei três noites sem dormir, ansioso. A ficha vai caindo aos poucos. Cada jogo é um frio na barriga, mas é o que eu amo fazer. É só alegria dentro de campo.

Trabalho na quarentena

– Não estou treinando em campo grande e nem com chuteira. Então, acho que a maior dificuldade vai ser em posicionamento, ler a posição dos companheiros, mas isso, a gente vai recondicionando nos treinos.

Treinos com o irmão

– A gente mantém treino online no Botafogo. Aqui, estou sempre fazendo treinos a mais com o meu pai e meu irmão. A gente se motiva para voltar perto de 100%. A gente se motiva para se manter firme nesse momento. Não sabemos como será o ano. Se tiver futebol, vamos correr atrás de títulos.

Foco na cara do gol

– Em relação aos gols perdidos, acho que é adaptação ao profissional. É mais difícil, a batida tem que ser mais forte, a marcação é mais forte. Tem ansiedade também. A concentração ajuda, tenho que me concentrar mais quando chegar na cara do gol.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: Reprodução


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: