Redes Sociais

Notícias

Conselho Deliberativo discute Botafogo S/A; plano deve ficar pronto até 14 de outubro

Publicado

em

Laércio Paiva, que participa da prospecção de possíveis investidores, falou sobre o andamento do processo

O Conselho Deliberativo do Botafogo se reuniu na noite desta terça-feira e a pauta principal foi a transformação do futebol em empresa. Tratado como “Informes do Conselho Diretor acerca do ‘Projeto Investidores'”, o tema foi abordado por Laércio Paiva, apresentado como integrador do projeto. Ele foi convidado pelo VP de Finanças, Luiz Felipe Novis.

Laércio, que já foi CIO (Chief Information Officer) do Banco Votorantim, é proprietário de uma holding, mora em São Paulo e é torcedor de arquibancada do Botafogo. Ele se considera um facilitador do projeto.

O objetivo, como explicou Laércio, foi compartilhar informações com os conselheiros sobre o andamento do projeto, que foi assumido pelo conselho diretor em agosto passado. Ele destacou as cláusulas de confidencialidade firmadas entre Botafogo e seus parceiros estratégicos e deu uma previsão para a conclusão dessa fase de planejamento, que ele chama de Business Plan.

– A participação dos Moreira Salles se encerrou com a entrega do estudo. Agora cabe a nós criar o motivo (Business Plan) para encantá-los – afirmou Laércio.

“Esperamos que em 14 de outubro a gente possa concluir o plano” (Laércio Paiva).

– Nesse momento, o que estamos fazendo? Pegando o estudo anterior e fazendo toda a análise, todo o detalhamento que precisa ser feito para que se possa criar um objeto de desejo para alguém colocar um centavo dentro do clube. De forma resumida é o posicionamento que eu queria dar. Não há muito segredo. A partir do momento que tivermos alguma novidade, vamos apresentar – disse Laércio, que citou os casos de Juventus e Manchester United.

Luiz Felipe Novis também se pronunciou durante a reunião:

– O Business Plan é exatamente criar uma ideia de mostrar o quanto vale a nossa marca junto com a operação do futebol.

Laércio ainda detalhou o passo a passo do projeto até o momento:

  • Contratação e aprovação para o início dos trabalhos Ernst & Young
  • Mapeamento e definição do integrador do projeto
  • Aprovação do orçamento com o suporte de apoiadores do projeto
  • 23/08: nota oficial sobre o projeto
  • Kickoff do projeto Botafogo S/A
  • Início efetivo dos trabalhos

– Meu compromisso com todos vocês é fazer o possível e impossível para honrar os nossos resultados. Agora, faltam outros sete resultados para a gente alcançar o nosso objetivo máximo. Nossa missão não é simples, não é só montar uma SPE. Temos que cumprir várias atividades em perfeita sintonia para termos sucesso total. Só não podemos deixar faltar o nosso papel. Todos que tocam esse projeto são de primeira linha. Vai dar certo? Depende de uma série de fatores acontecerem de uma forma perfeita. Mas nosso papel é fazer dar certo – destacou Laércio.

Durante a reunião, os conselheiros pediram a palavra: André Barros, que já foi candidato a deputado; Cacá Azeredo, ex-vice de futebol; Sérgio Cerqueira e o grande benemérito José Victor.

André fez um discurso de apoio integral ao projeto dos investidores, Cacá questionou a Laércio sobre que projeto integrava. Sérgio disse que é preciso se proteger diante de um projeto com duração de 30 anos. Zé Victor, por sua vez, mostrou-se preocupado com a solvência do Botafogo de olho ainda em 2019.

Todas as participações se deram em tom cordial e contrariaram a expectativa de uma reunião quente na sede de General Severiano.

Foi apenas um bate-papo para deixar os conselheiros deliberativos do clube cientes do processo de implantação da Botafogo S/A. Não houve deliberação. Com o projeto pronto, deverá ser convocada uma reunião extraordinária para votação e, sendo aprovado, a adequação do Estatuto do clube. 

Foi formado um grupo de trabalho para se dedicar ao processo e, após o planejamento, terá início o principal desafio, que é a fase de captação de recursos. Ainda não há investidores definidos, mas há possíveis parceiros interessados.

Polêmica sobre sorteio de carro em Botafogo x São Paulo

A reunião foi aberta com o pronunciamento do presidente do Conselho Deliberativo, Edson Alves Junior, sobre a polêmica que envolveu sua esposa no jogo do último sábado, no Nilton Santos. Ana Rita não estava no estádio, mas foi sorteada com o carro oferecido pela CBF.

– Quero lamentar profundamente o ocorrido e reforçar que, em momento algum, nem eu nem meu pai tivemos a intenção de prejudicar o clube, seja materialmente ou na sua imagem. Eu já fiz uma declaração nas redes sociais e na imprensa sobre o que ocorreu e não irei mais me manifestar sobre esse assunto. Ele me causou vários problemas familiares. Ouço há alguns anos que o Botafogo é um destruidor de casamentos, e espero que isso não aconteça comigo. Quero encerrar esse assunto.

Fonte:Globo.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: