Redes Sociais

Colunas

Descontração e bicho, o segredo da união

Publicado

em

Muita comemoração, parabéns para o aniversariante Carli, música alta, banho de isotônico… A festa, assim como o barulho, chamaram a atenção de quem passava perto do vestiário do Botafogo no Arruda, após a vitória por 1 a 0 sobre o Santa Cruz na última quarta-feira. Não é novidade para ninguém que o clima do elenco alvinegro é considerado muito bom internamente, e a sequência de resultados positivos têm permitido desde caixas de som a fotos posadas dos jogadores para as redes sociais ou com os torcedores. A descontração dá o tom até mesmo com presença da diretoria e é a receita do sucesso do time de Jair Ventura no caminho por uma vaga na Taça Libertadores de 2017. Junto com um incentivo financeiro.

O tradicional “bicho”, recompensa dada em dinheiro por vitórias no futebol, voltou com toda força a General Severiano nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Ano passado, na Série B, os jogadores ganhavam R$ 70 mil para serem repartidos a cada triunfo. No primeiro semestre da atual temporada, a premiação chegou a ser abolida, mas reapareceu na caminhada para escapar do rebaixamento e aumentou na disputa por um lugar no G-6. A quantia oferecida pela diretoria não é fixa, varia de acordo com a dificuldade dos duelos, mas passou de R$ 120 mil para R$ 150 mil recentemente. Todos os relacionados recebem, não só quem entra em campo.

Antônio Carlos Azeredo, o Cacá, vice de futebol, tem acompanhado a delegação nas últimas viagens e é o responsável por fazer a alegria do grupo com os “bichos”. No Arruda, foi possível ouvir do lado de fora do vestiário o seu nome gritado pelos jogadores, entre muitas risadas e brincadeiras pedindo “aumento” da premiação. No ano passado, Willian Arão era o elo entre elenco e diretoria para assuntos, entre outros financeiros. Depois de sua saída, Renan Fonseca é quem faz mais esse papel de diálogo com o departamento de futebol do clube.

A receita alvinegra vem dando certo, e o Botafogo tem atualmente a melhor campanha do segundo turno do Campeonato Brasileiro com 10 vitórias e três derrotas – e um jogo a mais que o Palmeiras, único que pode lhe ultrapassar na rodada –, além da melhor defesa com cinco gols sofridos em 13 partidas. Se ganhar o Coritiba no dia 29, o time de Jair Ventura chegará à sexta vitória consecutiva e igualará sua maior sequência na história da competição: seis triunfos.

– Ganhar é sempre bom. Não é fácil ganhar cinco seguidas. O time de 2013, que tinha Rafael Marques, Vitinho, Seedorf, Renato, Andrezinho, não conseguiu. Ficamos felizes. Teve também o aniversário do Carli. Todos comemoraram e desejaram parabéns para ele. O Pimpão dedicou o gol para ele. Nosso ambiente é muito gostoso, todos abraçaram a causa. Na dúvida, a bola entra para nós. Aqui não tem vaidade. Todos jogam em prol do Botafogo. Vamos honrar esse clube com toda nossa força – salientou o treinador ao falar do clima após o jogo no Arruda.

Após a quinta-feira de folga – apenas quem não foi relacionado contra o Santa Cruz treinou –, os jogadores se reapresentam na manhã desta sexta-feira em General Severiano. Como teve seu jogo antecipado na rodada e não entra em campo no fim de semana, o clube também dará o sábado e o domingo de descanso para o elenco, que terá mais cinco dias livres na semana que vem de preparação para enfrentar o Coritiba. Tempo de trabalho e descontração.

Fonte: globoesporte.com.br/botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: