Redes Sociais

Notícias

Direito do Botafogo? Vergonha alheia? Imprensa reage à busca do Fogão pelo tricampeonato mundial em Caracas

Publicado

em

Desde que se autonomeou “campeão do mundo” três vezes e informou que lutará pelo reconhecimento dos títulos do Torneio de Caracas como Mundial de Clubes na Fifa, o Botafogo agitou as discussões entre torcedores e, consequentemente, o assunto ganhou espaço na imprensa, que teve reações diferentes sobre a iniciativa alvinegra. Abaixo a opinião dos comentaristas dos canais SporTV e do Fox Sports.

É direito do Botafogo

Os jornalistas do SporTV adoraram uma posição mais neutra. Sem fazer juízo de valor, enalteceram as conquistas na Venezuela e disseram que o Botafogo tem o direito de pleitear o tricampeonato. Cléber Machado destacou que os “adversários eram fortíssimos”, citando a vitória sobre o Benfica, do craque português Eusébio, um dos maiores jogadores da história do futebol, em 1968.

– O Botafogo tem que curtir, porque nesses campeonatos os adversários eram fortíssimos. Ele ganha do Benfica em 1968 e dois anos antes a seleção portuguesa eliminou o Brasil , que foi terceiro lugar na Copa do Mundo. É evidente que eram torneios muito fortes. Esses torneios faziam parte do calendário da temporada e, quem ganhava, dava volta olímpica. Reivindicar, pedir, querer que reconheça como Campeonato Mundial? Beleza. É direito do Botafogo. Não sei se a Fifa vai reconhecer, mas isso não é importante (…) Até outro dia, a Fifa questionava se os campeonatos intercontinentais, disputados entre europeus e sul-americanos, eram mundiais (…) Tem mais é que curtir os títulos conquistados – comentou Cléber no Seleção SporTV.

Carlos Cereto lembrou do Palmeiras, que venceu a Copa Rio de 1951 no Maracanã e trata a competição também a nível mundial. Sobre o caso específico do Botafogo, tirou o peso da chancela da Fifa.

– Não interessa o que a Fifa acha, interessa o que os outros acham. Interessa, neste caso, o que a torcida do Botafogo acha. Se a torcida tem orgulho destes títulos, é o que interessa. Vale isso para o Palmeiras, que colocou a estrela vermelha no peito por considerar a Copa Rio de 1951 como Mundial e acabou. Assim como foi também com o Fluminense em 1952 e o Corinthians em 2000. Se alguns não tem o reconhecimento da Fifa, problema da Fifa – opinou.

Bobagem e motivo de piada

Já no Fox Sports, a tentativa do Botafogo de conseguir o reconhecimento das glórias do passado não foi tão bem vista, com a exceção do jornalista Osvaldo Pascoal, que disse que a diretoria do clube deve buscar seu objetivo na maior entidade do futebol.

– Se o Botafogo acha, deve correr atrás, cada um faz seu julgamento – se posicionou Pascoal no Fox Sports Radio da última sexta-feira.

Já o restante dos participantes do programa foi mais duro. O apresentador Benjamin Back abriu o debate dizendo que a notícia era “totalmente inexplicável” e acrescentou que a atitude era um “delírio” e uma consequência de “carência de títulos”. Fábio Sormani classificou como “barca furada” e “bobagem”. Para Maurício Borges (Mano), a reivindicação é “motivo de piada”. Flávio Gomes também criticou: “Os caras estão loucos”.

Fonte: Redação FogãoNET


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: