Redes Sociais

Notícias

E o tetra? Benemérito do Botafogo explica por que título de Paris em 1963 não será pleiteado como Mundial na Fifa

Publicado

em

Quando o Botafogo informou na última quinta-feira que vai confeccionar troféus e reivindicar os três títulos conquistados em Caracas como Mundial de Clubes na Fifa, muitos torcedores (aqueles mais animados) questionaram a ausência do Torneio Internacional de Paris no estudo que está sendo feito para o reconhecimento da entidade.

O Botafogo faturou o título em 1963, no Parc des Princes, atual casa do PSG, ao vencer o Anderlecht, campeão belga em 1962, e o Racing Club, da França, equipe anfitriã. Újpest, vice-campeão húngaro, também participou do torneio. A conquista na capital francesa é valorizada pela diretoria, mas não é considerada do mesmo padrão dos campeonatos na Venezuela.

– O Torneio de Paris não estar no estudo não quer dizer que não é importante. Todas as conquistas foram. O que ocorre é que o Torneio de Paris foi criado para Brasil e França comemorarem a volta na Torre Eiffel dada por Santos Dumont. Portanto, não se enquadra no padrão da Pequena Taça do Mundo de Caracas – justificou o grande benemérito Luiz Felipe Carneiro de Miranda, curador do Centro de Memória.

Jogaram a final em Paris os seguintes jogadores: MangaPaulistinha, Zé MariaNilton Santos e RildoAyrton e ZagalloGarrinchaJair BalaAmarildo e Quarentinha. O troféu está exposto em General Severiano e pode ser conferido pela torcida no tour da sede.

Botafogo, Vasco, Fluminense, Santos e Atlético-MG foram campeões em Paris

O Torneio Internacional de Paris teve 31 edições e foi disputado entre 1957 e 2012. O PSG é o maior vencedor, faturou o campeonato sete vezes. Vasco (1957), Botafogo (1963), Atlético-MG (1982), Santos (1960-1961) e Fluminense (1976-1987) foram os campeões brasileiros.

Fonte: Redação FogãoNET


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: