Redes Sociais

Notícias

“Era um absurdo o futebol do Jobson no Botafogo, mas ele foi um desperdício”, diz Oswaldo

Publicado

em

Jobson, um jogador com potencial de craque no Botafogo, mas com o mesmo potencial de se envolver em problemas. O técnico Oswaldo de Oliveira revelou como foi trabalhar com o atacante e contou bastidores do ano de 2012.

– Eu estava voltando do Japão e em um desses treinos em que o Jefferson assombrava, o Jobson também assombrou. De onde chutava, fazia gol, nem o Jefferson pegava. Fiquei impressionado com o Jobson. Falei com os dirigentes “esse cara é um absurdo, temos que salvar”. Falaram que estava bem encaminhado, já estava com psiquiatra. Respondeu bem comigo. Me falaram que na preparação estava tudo bem, o problema seria quando fizesse um gol – relembrou Oswaldo.

– Levei ele para um jogo em Moça Bonita, entrou no fim. Até que veio um Botafogo e Vasco, ganhamos bem, com três gols de Fellype Gabriel, um com assistência do Jobson. Começou a dar muita entrevista, degringolou, ficou difícil controlar. Quebrou todas as regras. Eu falava muito com o terapeuta, liberava para sessões. A preocupação foi crescendo até ficar insustentável – descreveu o treinador.

Mais de cem conversas” com Jobson

Oswaldo de Oliveira resgatou um episódio que mostra como era Jobson.

– Até que um dia, ele não subiu para o campo, ficou na academia. Pedi para avisarem para ele subir e fazer um trabalho técnico, de finalização, mas foi embora antes disso. Falei para o Anderson (Barros) pegar ele no caminho, senão, não treinava mais comigo. Falou que não ia voltar, mas o Anderson insistiu, ele voltou e treinou. Aí, tive uma das mais de cem conversas. Uma pena, foi um desperdício – lamentou.

Jobson teve sua melhor fase no Botafogo em 2009, quando foi fundamental para evitar o rebaixamento. Teve problemas com doping, retornou no meio de 2010, voltou outra vez em 2012 e, por fim, em 2014. Já em 2014, quando vivia boa fase, foi suspenso pela Fifa por se recusar a realizar exame antidoping na Arábia Saudita. Não jogou mais pelo clube.

Fonte: Redação FogãoNET


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: