Redes Sociais

Notícias

Estreante como titular do Botafogo, Kevin aprova atuação e lamenta “quase” assistência

Publicado

em

Lateral iniciou partida pela primeira vez desde que chegou ao clube e teve trabalho no clássico contra o Flamengo. Defensor aposta em poder ofensivo para conquistar Autuori

O empate em 1 a 1 com o Flamengo, no último domingo, pelo Brasileirão foi o primeiro jogo de Kevin como titular do Botafogo. Reforço para a lateral direita, o jogador ganhou a disputa com Barrandeguy no novo esquema alvinegro, atuou como ala e aprovou a atuação no clássico.

Além do resultado, que escapou no último minuto, o jogador só teve um fato a lamentar: a assistência para Luis Henrique que ficou no quase. Em um dos melhores lances do Bota no jogo, o contra-ataque parou nos pés do lateral, que fez um cruzamento rasteiro que, por muito pouco, não terminou em gol.

– Cheguei ali, quase contribuí com essa assistência. Faz parte do jogo. Dentro da nossa proposta, tentei chegar algumas vezes para ajudar o ataque. Por ser estreia, ainda mais em clássico, estava com frio na barriga, mas passou quando começou o jogo. Tentei fazer uma boa partida para ajudar o Botafogo – disse.

– Ele pediu para cumprir a função dentro de campo. Como a gente jogou com três zagueiros, eu e Guilherme ficávamos quase como pontas. Ele pedia para dar bastante profundidade pelos lados. Foi algo especificamente desse jogo – completou.

O jogador chegou nesse segundo semestre para ser mais uma alternativa para uma posição que ainda não ganhou dono em 2020. Além dele, Fernando e Barrandeguy também revezam, mas não conseguiram convencer. Há expectativa pela volta de Marcinho, que se recupera de lesão grave e ainda não jogou no ano.

No meio da briga, Kevin aposta na versatilidade para ganhar pontos com Autuori. O jogador é meia de origem, mas virou lateral ainda no início da carreira e quer brigar pela posição na defesa, mas sem descartar seguir o exemplo de Guilherme Santos, lateral-esquerdo que já jogou no meio e no ataque e ganhou espaço no Botafogo.

– Deixo para o professor Paulo Autuori. Estou sempre à disposição. Já joguei como meia, mas sou lateral hoje e a minha preferência é essa. Se precisar como meia, segundo volante… Estarei sempre disponível, mas a minha função é na lateral – finalizou.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: