Redes Sociais

Notícias

Ex-volante do Botafogo divide até casa com Babi e vira “pai” do atacante

Publicado

em

Destaque do Botafogo, o jovem atacante Matheus Babi vem recebendo, fora das quatro linhas, auxílio de um velho conhecido da torcida alvinegra. O volante Sandro Silva, que foi campeão do Carioca em 2010, ajuda na gestão da carreira do jogador, a quem trata como um filho.

Sandro Silva começou no America, do Rio e, ao longo dos últimos anos, defendeu clubes como Palmeiras, Internacional, Cruzeiro, Vasco e Málaga, da Espanha, dentre outros. Pendurou as chuteiras no ano passado, no próprio Mecão e foi atuando pelo Sangue, inclusive, que o caminho dele e de Babi se cruzaram.

“Conheci o Matheus quando jogamos juntos no America. Tivemos essa oportunidade de atuarmos juntos e, ali, vi que era um menino que tem um talento incrível. Vi que o representante que ele estava na época não dava a atenção necessária e comecei a dar atenção. Fizemos algumas mudanças na rotina dele, na alimentação, ele aceitou a proposta e hoje está colhendo os frutos”, disse ao UOL Esporte.

Não foi apenas o fato de defender o clube de Campos Salles que uniu os dois. A trajetória de vida de Babi fez Sandro reviver a dele próprio. Desde que a parceria começou, eles moram juntos e, hoje, até se chamam de “pai” e “filho” nas redes sociais.

“Desde os tempos de América moramos juntos. Ele não tinha família no Rio e eu já visava ajudar de alguma forma. A família dele merece, os avós merecem. Minha infância foi parecida com a dele, minha trajetória parece com a dele. Ele perdeu a mãe pequeno ainda e eu também. Ele foi criado pelos avós, eu também. Famílias humildes… Quando ele contou a história dele, eu me vi e pensei que tinha de fazer algo para ajudar”, lembra.

“Os dias mais atenciosos para a gente aqui em casa são os que têm jogo e não têm concentração. Porque a concentração, em casa, tem mais responsabilidade. Nos preocupamos muito com a alimentação. Na quarentena, trabalhamos direto, não paramos um dia, para chegar bem”, completou.

“Atenção que não tive”

Além do Carioca pelo Botafogo, Sandro Silva também tem no currículo o Gaúcho de 2012 pelo Internacional e o Carioca de 2015 pelo Vasco. Apesar das “camisas pesadas” que vestiu, Sandro Silva admite que gostaria de ter tido um apoio maior em alguns momentos e busca, justamente, dar isso a Babi.

“Procuro, hoje, dar a atenção ao Matheus como eu queria que alguém tivesse dado para mim em minha carreira e não tive. Talvez, fazer com que ele não cometa os pequenos erros que eu cometi na minha carreira. Ele abraça muito bem isso, entende a proposta e quando o atleta entende, as coisas ficam mais fáceis”, ressalta.

Lembrança do título do Botafogo

O título do Carioca de 2010 é motivo de brincadeira entre Sandro Silva e Matheus Babi, que vem sendo um dos nomes da atual temporada do time de Paulo Autuori.

Foto: Buda Mendes / LatinContent via Getty Images

“A gente brinca. Ele está no Botafogo, clube pelo qual já fui campeão. Então, às vezes, falo com ele: ‘Olha, segura que onde você está jogando, eu fui campeão. Então, dá um título lá (risos)’. A gente brinca direto. Hoje agradeço muito por tudo o que está acontecendo. Ele merece.”

Babi fez planos mudarem

Sandro Silva parou de jogar no ano passado, após 16 anos como jogador e passagem por 15 clubes. Matheus Babi “surgiu” no último deles, mas acabou fazendo os planos iniciais do ex-volante mudarem sobre o que faria após pendurar as chuteiras.

“A gente sabe que o futebol passa muito rápido. Ontem, eu tinha 20 anos e, hoje, tenho 36. As pessoas até falam: ‘Como pode, você parou de jogar já pegando uma joia?’. Sei que é difícil o que aconteceu. Através do Babi também despertei esse desejo de ser empresário. Na verdade, eu estudei e fiz curso para ser gestor de clube, mas acabei me tornando empresário”, apontou ele, que, além de Babi, ajuda na gestão de carreira de mais um jogador.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: