Redes Sociais

Notícias

Ferj e Prefeitura avaliam estádios abertos em outubro. CBF observa caso

Publicado

em

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e a Prefeitura tiveram ontem (8) uma reunião para debater a possibilidade de reabertura dos estádios ao público. Embora estejam em conversas iniciais, as partes consideram viável essa volta em outubro e não mais em setembro, como haviam cogitado inicialmente. O encontro teve as presenças do presidente da entidade, Rubens Lopes e do prefeito Marcelo Crivella.

Os envolvidos começaram a discutir os pontos do protocolo de segurança contra o coronavírus, tais como distanciamento, entrada, abertura dos portões, comércio interno, fiscalização, entre outros. A projeção de público é de, aproximadamente, 10 mil pessoas para o Maracanã e cerca de 5 mil para o Nilton Santos e São Januário.

Na retomada do futebol no Estado em maio, por exemplo, eles já haviam feito algo parecido com a criação do protocolo “Jogo Seguro”, que continha medidas de precaução aos atletas e profissionais que trabalhariam nas partidas.

Por ora, somente Ferj e Prefeitura debatem. Em seguida, querem ouvir a Polícia. A participação dos clubes cariocas está prevista para um terceiro momento. A CBF entrará depois, mas já acompanha atentamente os desdobramentos das tratativas.

A entidade máxima do futebol brasileiro, inicialmente, era contra a reabertura para o público em 2020, mas agora já começa a avaliar e quer entender melhor os protocolos de segurança.

Flamengo é favorável ao retorno

O Rio de Janeiro foi o primeiro estádio a retomar o seu estadual, questão que gerou muita controvérsia à época. O hospital de campanha que fica no complexo do Maracanã já está desativado.

Quando a bola voltou a rolar para o Carioca, Flamengo e Vasco, favoráveis ao reinício, travaram uma batalha nos bastidores contra Botafogo e Fluminense, clubes que se posicionaram de forma contrária.

Ainda não há consenso sobre este novo passo e a tendência é que os clubes voltem a ficar em lados antagônicos. Em um primeiro momento, cada um dos grandes debate internamente o assunto. O rubro-negro é partidário da volta e o vice de futebol, Marcos Braz, indicou este desejo de ter a “nação” por perto. Por meio de seu Twitter, o dirigente postou um vídeo com imagens da torcida:

“Que demora”, escreveu.

Fonte: UOL / Foto de Capa: Ricardo Moraes


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: