Redes Sociais

Colunas

Flamengo assume não ter ética

Publicado

em

Em audiência de conciliação realizada nesta segunda-feira, advogados do Botafogo, do Flamengo e o jogador William Arão não saíram do lugar. Não houve acordo em juízo e o clube alvinegro pediu adiamento para novo encontro entre as partes – ainda sem data definida. Apesar das tentativas alvinegras, o Flamengo desconsidera possibilidade de acordo. Para o Rubro-Negro, o Botafogo errou no contrato com o Arão e não tem direito a ressarcimento pela saída do jogador.

Para que ser ético nesse país se pode ser mal caráter? Isso é o que foi dito nas entrelinhas pelo Flamengo sobre o caso Arão. Os advogados admitem que o Botafogo teria direitos, mas se negam a reconhecer por conta de um possível erro contratual. Mesmo que o erro exista, o que não parece ser verdade dado que o juiz está tentando acordo entre as partes, houve uma assinatura entre as partes em momento em que a lei previa a cláusula de direito de renovação automática, com valores acordados.

O Pai e procurador do Arão, pessoa não confiável pelo que se ouvia nos corredores, encontrou do lado do Flamengo o apoio que precisava para poder dar esse “golpe” na ética.

Nada disso seria possível no mercado internacional, dado a postura ética e que existe entre os clubes. Já no futebol do Brasil, assim como na política, todos querem ser mais “espertos”.

Esperamos que o Caso Arão se torne um exemplo de que isso comece a mudar e que a mulambada aprenda de uma vez por todas que lugar de malandro era na Lapa antiga.

Redação RB

 

1 Comment

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: