Redes Sociais

Notícias

Galvão Bueno lamenta “síndrome do fim do jogo” do Botafogo: “Estaria dividindo a quarta posição”

Publicado

em

A torcida do Botafogo vem se irritando com a quantidade de gols sofridos pela equipe no final dos jogos, o que vem custando preciosíssimos pontos no Campeonato Brasileiro. A sina vem se repetindo e aconteceu nos jogos contra Flamengo, Corinthians e Athletico-PR, todos fora de casa.

O problema foi definido pelo narrador Galvão Bueno, do Grupo Globo, como a “síndrome do fim do jogo”. Para ele, a falta de experiência é o que tem atrapalhado o Botafogo.

– O Botafogo tem um técnico experiente, tem o Honda e o Kalou experientes, mas são estrangeiros, estão se adaptando ao idioma, à forma de conduzir… Talvez, o Botafogo precisasse de mais gente para terminar com essa síndrome do fim do jogo. O trabalho do Autuori é bom, mas acaba sendo comprometido por esses gols sofridos no final – analisou Galvão.

Durante o debate ocorrido nesta quinta-feira no programa “Seleção SporTV”, Galvão Bueno citou que o Botafogo poderia estar até mesmo no G-4 do Brasileirão, não fossem esses gols sofridos nos acréscimos.

– É a síndrome do fim do jogo. O Botafogo tem, nesse momento, nove pontos. Se coloca esses seis pontos, ele estaria dividindo a quarta posição com o Atlético-MG, com 15 pontos – lembrou Galvão, lamentando também o excesso de empates (6) do Glorioso:

– O empate não leva ninguém a lugar nenhum num campeonato de pontos corridos. Uma sequência de empates aproxima muito mais um time da zona de rebaixamento do que da ponta.

Fonte: Redação FogãoNET / Foto de Capa: Reprodução / SporTV


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: