Redes Sociais

Colunas

Gatito é apresentado e diz que está pronto para a pressão

Publicado

em

O gol alvinegro tem um novo dono: Gatito Fernández. Uma das seis contratações para 2017, o goleiro foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira, em General Severiano. Há três anos no Brasil, entre passagens por Vitória e Figueirense, o paraguaio, 28 anos, chega ao clube ciente da responsabilidade de substituir nomes como Sidão e Jefferson.

Com português fluente e um discreto sotaque, ele garante estar pronto para o desafio:

– O Jefferson é o ídolo do clube, um jogador de Seleção. Se eu tiver chance de jogar, vou dar o meu melhor. Passei por isso no Figueirense. Cheguei depois do Thiago Volpi e do Muralha. Já lidei com essa situação. Estou acostumado. Mas o Botafogo tem outros dois grandes goleiros. O Helton Leite e o Saulo.

Antonio Lopes, gerente de futebol e responsável pela contratação, foi treinador de Gato Fernández – pai de Gatito -, há 25 anos, no Inter.

– Vi esse garoto gurizinho. Tinha cinco anos. O pai do Gatito, o Gato Fernández, foi meu jogador em 1992, no Inter. Ele nos ajudou a conquistar a Copa do Brasil. Espero que o Gatito nos ajude a conquistar títulos. Principalmente na Libertadores, já que ele é um goleiro de seleção paraguaia e tem muita experiência internacional – elogiou Lopes.

Outros trechos da entrevista de Gatito

Opção pelo Botafogo

Fui recebido muito bem no Botafogo. É o que eu estava esperando desde o meu início no Brasil. Fui muito feliz por onde passei, mas o jogador sempre busca algo a mais. O Botafogo é um grande clube, com uma grande torcida e uma grande história. As coisas só tendem a melhorar daqui para frente.

Sombra do pai

“A história do meu pai é grande. Meu sobrenome sempre foi uma pressão. Sempre há comparações. Já tenho história no Brasil. Estou há três anos aqui (passou por Vitória e Figueirense). Estou acostumado. Morei em diferentes regiões do país.

Libertadores

Libertadores é a competição mais importante do continente. O Colo-Colo é um grande time do Chile, mas o Botafogo é um grande do Brasil. O elenco é praticamente o mesmo do ano passado. Isso ajuda, até pelo pouco tempo de preparação. Se Deus quiser, vamos conseguir passar do Colo-Colo, e quem sabe vamos ao Paraguai pegar o Olímpia, um time que conheço. Se Deus quiser vamos chegar longe.

Pensamento grande

A melhor maneira de fazer as coisas é pensar o mais alto o possível. Temos que pensar em chegar longe na Libertadores. Temos  condições para isso. O elenco é muito bom, a estrutura é muito boa. Esse tem que ser o pensamento.

Seleção paraguaia

A minha ideia é sempre estar na seleção do meu país. Se eu puder ajudar o Botafogo, vou ser chamado sempre. Vou dar o meu melhor para o Botafogo.

Pré-temporada

Começo de temporada é um pouco mais difícil para pegar o ritmo. Mas são muitos anos fazendo isso. Estou acostumado. Pré-temporada tem que ser mesmo mais puxado. Até porque temos um jogo muito importante nesse início.

Botafogo

O Botafogo é um clube muito tradicional no Brasil. Um clube que cedeu muitos jogadores para a Seleção. Vários sul-americanos passaram por aqui, como o Loco Abreu. Qualquer jogador quer jogar nesse clube.

Fonte: globoesporte.com.br/botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: