Redes Sociais

Colunas

Gatito, o herói alvinegro

Publicado

em

Herói da classificação do Botafogo para a fase de grupos da Libertadores ao defender três pênaltis do Olimpia nas cobranças de penalidades, Gatito Fernández mostrou generosidade com os companheiros em entrevista depois da partida. O goleiro paraguaio homenageou os jogadores que não puderam viajar e também Helton Leite, que saiu machucado durante o jogo. No tempo normal, o Alvinegro perdeu por 1 a 0.

– Era um jogo muito especial para mim. Não queria entrar nessa situação, por causa da lesão de um colega. Por isso queria dedicar a nossa gente, em especial ao Helton, que foi um reforço grande para o jogo, ao Montillo, que ficou em casa, ao Jefferson, o Luis. A equipe é muito forte, muito forte – disse o goleiro à TV Globo.

Retornando de lesão, o goleiro paraguaio foi preterido pelo técnico Jair Ventura, que manteve Helton Leite, e começou no banco. Mas precisou entrar na fogueira aos 15 minutos do 2º tempo, após a lesão do titular. Bem nos primeiros lances, Gatito não conseguiu segurar o chute de Brian Montenegro aos 34 minutos. Mas na disputa de pênaltis só deu ele. Ex-jogador do Cerro, o arqueiro mostrou que conhecia muito bem o antigo rival Olimpia. Com muita frieza, virou herói na disputa de pênaltis. Ainda em entrevista depois do jogo, o paraguaio diz acreditar que o acontecido nesta noite pode representar um reinício no clube, após começo de ano irregular.

– Representa uma reviravolta, sim. Eu estive fora por causa da lesão e consegui ajudar os companheiros com a classificação. A dedicatória para o jogo foi para o Helton, que saiu, sei o quanto ele está sentindo isso. A gente sente quando acontecesse com o colega. Desejo pronta recuperação. E a vitória quero desejar a quem ficou tratando no Brasil – disse ao SporTV.

Citado por Gatito, Helton Leite o parabenizou. Os goleiros se abraçaram após o último pênalti defendido pelo paraguaio, que correu todo o gramado para abraçar o colega, que lesionou a coxa direita ao cobrar um tiro de meta.

– Isso é o futebol. Estou feliz que ele foi muito bem e ajudou a gente a garantir a classificação – disse Helton Leite.

Gatito Fernandez é filho do Gato Fernandez, ídolo do Cerro Porteño e com passagens por Internacional e Palmeiras no Brasil. O camisa 25 do Botafogo, inclusive, é torcedor do Cerro, maior rival do Olimpia no Paraguai e já defendeu o clube.

Fonte: globoesporte.com.br/botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: