Redes Sociais

Colunas

General Igor Rabello renova com o Fogão até 2019

Publicado

em

Final feliz para Botafogo e Igor Rabello. Após pouco mais de um mês de negociação, clube e jogador chegaram a um acordo e assinaram nesta segunda-feira a renovação de contrato até 31 de dezembro de 2019. O zagueiro, de 22 anos, virou titular ao lado de Carli na equipe de Jair Ventura e vem sendo exaltado pela torcida, que já adotou o apelido de “General” que ganhou nos tempos de Náutico. O jovem, que tinha um dos vencimentos mais baixos do elenco, menos de R$ 10 mil, ganhou um aumento para se equiparar aos demais jogadores da posição no plantel e passou a ter multa rescisória de R$ 40 milhões para dentro do país e de € 10 milhões para fora . Após firmar o novo vínculo, o defensor não escondeu a felicidade.

– Estou muito feliz por renovar o meu contrato com o Botafogo, clube pelo qual tenho um carinho muito grande, onde estou desde os tempos de categorias de base. Trabalhei muito forte durante todos esses anos para que esse momento chegasse. A parte financeira nunca foi o meu principal objetivo nessa negociação, pois o que eu queria mesmo era estar em campo para ajudar os meus companheiros. Esperei a oportunidade aparecer e sabia que tinha que corresponder quando ela surgisse. Agora, tenho contrato até o final de 2019 e espero continuar honrando essa camisa do Botafogo, dando sempre o meu melhor e deixando a minha vida dentro de campo por este clube – vibrou.

Empresário do zagueiro, Anselmo Paiva elogiou o diálogo com a diretoria do Botafogo e com Cacá Azeredo, vice-presidente de futebol e que estava à frente da negociação. O agente explicou que recebeu ligações de outros clubes interessados no último mês, mas que o jovem sequer quis ouvir porque sempre quis ficar. Com o contrato assinado, previu uma “identidade” com o Alvinegro.

– Foi uma das renovações mais fáceis que já fiz. A gente vinha negociando há um mês e meio mais ou menos. Ele vai ter uma melhora salarial, sem dúvida, mas foi ajustadinho ali, dentro da realidade do clube. E não pedimos dinheiro na mão, pois isso é um fator complicador hoje, todos os clubes estão passando por dificuldade. Ele está feliz, então tem que ficar no Botafogo mesmo, vai criar uma identidade. Na carreira de um atleta, a fase mais difícil é a passagem do junior para o profissional, e isso passou ano passado. Hoje, se o Botafogo não o quisesse mais, teria clube para ele atuar. Só que o tempo todo falou que queria ficar. Tivemos sondagens, até de fora, quando saiu a notícia de que estávamos em processo de renovação, mas ligavam perguntando como estava, se ele iria renovar, e dizia que sim. Por isso não chegamos a receber proposta.

Atualizado às 19:47

Fonte: Globoesporte.com

 

 


1 Comment

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: