Redes Sociais

Notícias

Governo prorroga suspensão da cobrança de dívidas até fim de agosto; saiba quanto o Botafogo deve

Publicado

em

Foi prorrogado mais uma vez pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, a suspensão dos atos de cobrança de dívidas na União, em função da pandemia causada pela Covid-19. Agora, a validade será até o dia 31 de agosto.

A decisão beneficia os 26 clubes das séries A e B do Brasileiro que possuem passivos tributários e previdenciários na entidade. A primeira portaria, teria validade até junho. Em seguida, foi prorrogada para o fim de julho, antes do novo adiamento para agosto. As adequações nas datas acontecem devido ao fato do cenário de crise sanitária se manter no país.

Apesar da retomada dos campeonatos no mês passado, os clubes ainda buscam se reestruturar financeiramente após quatro meses sofrendo com quedas na arrecadação por conta da suspensão dos jogos. Além disso, as série A, B e C do Brasileiro estão prestes a começar.

Maiores devedores entre as séries A e B de 2020 (em R$)

294,6 milhões – Cruzeiro, série B
151,5 milhões – Guarani-SP, série B
79,6 milhões – Náutico, série B
63,3 milhões – Sport, série A
47 milhões – Figueirense, série B
44,6 milhões – Vasco, série A
43 milhões – Fluminense, série A
22 milhões – Santos, série A
18,2 milhões – Coritiba, série A
17,7 milhões – Botafogo, série A

Ranking de dívidas com a União na série A de 2020 (em R$)*

63.3 milhões – Sport
44.6 milhões – Vasco
43 milhões – Fluminense
22 milhões – Santos
17,7 milhões – Botafogo
8,6 milhões – Palmeiras
6,8 milhões – Internacional
5,9 milhões – Corinthians
5,2 milhões – Atlético-MG
4,4 milhões – Bahia
1,4 milhão – Coritiba

*Oito clubes sem dados na consulta: Athletico, RB Bragantino, Ceará, Flamengo, Fortaleza, Goiás, Grêmio e São Paulo.

Fonte: Varela Notícias e GloboEsporte.com / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: