Redes Sociais

Notícias

Helio de la Peña relembra histórias e críticas de Seedorf ao Botafogo em jantar na casa de João Moreira Salles

Publicado

em

O humorista botafoguense Hélio de la Peña relembrou, na noite da última sexta-feira (12/6), um convite que recebeu para jantar na casa de João Moreira Salles, ilustre alvinegro que iniciou o estudo para a Botafogo S/A e foi responsável pela aquisição do novo centro de treinamento do clube. Na lista de convidados do evento, que aconteceu em dezembro de 2012, estava Clarence Seedorf, então, camisa 10 do Glorioso.

As recordações de De la Peña foram externadas em entrevista ao canal da Rádio Botafogo no YouTube. Dentre elas, a decoração alvinegra mais que especial da casa de João, localizada no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro e as críticas de Seedorf a algumas práticas do Botafogo na época, como o lanche da concentração, o corredor dos jogadores para o Estádio Nilton Santos e o hino do clube.

– Eu quero agradecer aqui o convite que o João Moreira Salles me fez que foi uma noite que marcou a minha vida. Dezembro de um ano em que o Seedorf estava presente entre nós. O João Moreira Salles convidou cinco casais para jantar na casa dele com Seedorf e sua senhora. A gente foi para casa dele na Delfim Moreira, que se trata de um museu do Botafogo – começou a recordar de la Peña.

CONFIRA ABAIXO AS LEMBRANÇAS:

Cobertor de Nilton Santos na casa de João Moreira Salles

– Não tem nenhum quadro de Picasso, Pancetti, Tarsila do Amaral, só tem camisa do Botafogo, camisa do JairzinhoGarrincha… O quadro principal na sala dele… Imagina só, o cara é “Itaú/Unibanco” (risos). O quadro era como se fosse uma tapeçaria, era o cobertor do Nilton Santos de 1962. Ele enquadrou o cobertor que o Nilton Santos usou na Seleção Brasileira e botou na parede. Quando eu falo isso, me arrepio. Era uma coisa incrível.

Honra de jantar com o “crítico Seedorf

– E aí, tivemos esse jantar com o Seedorf, que foi uma coisa impressionante. Conversar com uma pessoa que foi um craque no futebol no primeiro mundo… Fomos o clube que, pela primeira vez, teve um craque, que não era brasileiro, que veio no auge jogar no Brasil. Nesse jantar, o Seedorf começou a criticar os hábitos do futebol brasileiro, sem ser no campo, mas no bastidor.

Lanche da concentração

– Uma coisa que irritava muito ele era a concentração, não pela concentração, mas o lanchinho da concentração: “O lanchinho era pizza, bolo, salgadinho, isso não era alimento de atleta, é comida de torcedor. Por que aqui não tem uma refeição para atleta?”. Aí, alguém falou assim: “Sabe o que é? Os jogadores têm origem muito humilde e fica difícil de impedir que eles agora não tenham condição de comer um salgadinho e tal. Então, a gente faz isso para dar uma alegria a eles”. Aí, ele disse: “Gente, eu nasci no Suriname. E aí, ganhei, né? Se o cara tem origem pobre, agora ele é um atleta, tem que comer como atleta”.

Caminho “humilhante” do vestiário para o campo

– Outra coisa que ele disse que eu achei muito interessante: “O caminho do vestiário para o campo, tanto no Engenhão quanto em General Severiano, para os jogadores atuais é simplesmente humilhante. Por que humilhante? Porque é cheio de quadros de heróis do passado do Botafogo. O jogador sai do vestiário com 1,80m, chega com 1,50m no campo e se sente um merda. Eu acho que deveria ter uma sala que reverenciasse o passado e nesse caminho botar fotos dos jogadores: ‘eu sou foda, até eu estou aqui nessa parede’. Assim, eles chegariam com a autoestima elevada no campo”.

Letra do hino do Botafogo

– Mas teve um outro detalhe que ele falou que eu disse “aí não, Seedorf”. “O hino de vocês, por exemplo, tem a seguinte frase: “Não podes perder, perder pra ninguém”. O hino tem a palavra perder duas vezes. Empate é um bom resultado? Isso não pode estar no hino.” Achei muito bom também (risos). Aí, eu disse: “Tá tudo certo, mas não vamos mudar o hino não, Seedorf” (risos).

Assista ao vídeo abaixo:

Fonte: Rádio Botafogo e Redação FogãoNET / Foto de Capa: Arquivo Pessoal


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: