Redes Sociais

Notícias

Interessado no Brasil, dono do Manchester City chegou a estudar o Botafogo para investir, informa jornalista

Publicado

em

City Football Groupholding que comprou e administra o Manchester City desde 2008, chegou a estudar a situação do Botafogo ao analisar potenciais clubes brasileiros que poderiam ser adquiridos para expandir sua atuação no mundo, informa o jornalista Jorge Nicola.

Com nove clubes espalhados pelo planeta, o CFG vem se expandido e chegou a sondar a situação dos clubes brasileiros, mas as altas dívidas dos principais times do país afastaram a possibilidade no primeiro momento.

– Ouvi de um importante executivo da empresa que o principal problema em relação ao Brasil diz respeito às dívidas dos clubes. O Botafogo até foi estudado em algum momento, mas ao perceber que as dívidas chegavam na casa de R$ 1 bilhão, essa possibilidade foi completamente descartada. O CFG nunca gastou cifras desse porte em seus investimentos anteriores – explicou Nicola.

De acordo com o jornalista, o City Football Group tem como principal rival no negócio o grupo Red Bull, que recentemente comprou o Bragantino. Dependendo da evolução do projeto da empresa austríaca no Brasil, o CFG pode voltar a sondar com mais força o nosso mercado.

Expansão do City Football Group

Recentemente, o CFG adquiriu seu primeiro clube na América do Sul: o Club Atlético Torque, de Montevidéu, em 2017. Em janeiro deste ano, o clube mudou de nome e passou a ser chamado Montevideo City Torque.

Além do Torque e do Manchester City, o City Football Group é acionista majoritário do Melbourne City (Austrália), New York City FC (EUA), Mumbai City (Índia). O grupo também tem ainda participações em Girona (Espanha), Yokohama Marinos (Japão), Sichuan Jiunui (China) e Lommel SK (Bélgica).

Modelo fugiria do propósito da Botafogo S/A

Apesar da notícia, é difícil imaginar que o modelo de negócios do City Football Group fosse aceito na Botafogo S/A. O nome do clube e seus símbolos serão preservados, independente do tipo de investidor que aporte recursos, como já foi deixado claro pelas pessoas que cuidam do processo de transição em General Severiano.

Para se ter uma ideia, tanto o Melbourne City quanto o Montevideo City mudaram de nome e de cores para ficar similar ao Manchester City. Eles eram, respectivamente, Melbourne Heart Atlético Torque. Com participação minoritária do CFG, clubes como o Girona e o Yokohama Marinos tiveram seus nomes e símbolos inalterados.

Fonte: Canal do Nicola


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: