Redes Sociais

Notícias

Lazaroni destaca má atuação do Botafogo e reconhece: “Vitória do Madureira foi justa”

Publicado

em

Auxiliar, que comanda a equipe nas duas primeiras rodadas do Estadual, afirma que jovem time alvinegro entrou com ansiedade grande e precisava “ter mais um pouco de paciência”

derrota por 2 a 0 para o Madureira pela segunda rodada da Taça Guanabara não deixa boas impressões para a torcida do Botafogo. A má atuação não foi destacada só pela torcida, que gritou “time sem vergonha” e vaiou alguns jogadores, mas também por Bruno Lazaroni, auxiliar fixo do Alvinegro e que comandou o time nessas duas primeiras rodadas do Campeonato Carioca.

– Após as partidas, eu não gosto de analisar individualmente. Coletivamente fomos mal e a vitória do Madureira foi justa. O Valentim vai fazer as avaliações dele. Vamos conversar com o restante da comissão técnica para decidir quais jogadores serão aproveitados ou não.

Apesar da derrota, Lazaroni tentou encontrar algo para a explicar a apatia e o nervosismo mostrados pelo jovem time do Botafogo. Com nove jogadores formados na base entre os titulares, o Alvinegro pecou na partida principalmente por causa da ansiedade.

– O gol no início do jogo com uma equipe tão jovem acabou sendo determinante. Acabaram entrando num nível de ansiedade tão grande que queimaram passes. Tinha que ter mais um pouco de paciência. É natural por conta da juventude da equipe – disse o auxiliar nesta terça-feira.

Confira outros temas abordados na coletiva:

Duas derrotas é motivo para preocupação?

– Num time grande como o Botafogo, sim. É uma equipe muito jovem. No início criaram um nível de ansiedade tão grande que deixaram de fazer o que eles costumam fazer.

Falta que os pontos perdidos podem fazer

– Numa competição tão curta, pode ser que não consigamos recuperar. Tomara que a gente recupere.

Madureira

– A vitória do Madureira foi justa, mas foi oriunda de duas bolas paradas. Mas eles produziram em contra-ataques e poderiam até ter feito um placar maior.

Luiz Otávio

– Na verdade não foi opção. Só tínhamos jogadores que jogam por trás. Foi falta de opção. Não tinha nenhum meia de origem no grupo que veio para cá.

Pressão da torcida sobre os jovens

– Viver situações como essa não é bom, mas eles podem tirar lições e aprender para evoluir. Se tratando de jogadores jovens, o ideal é que entrem aos poucos, num time já formado. Em situações como essas, acaba sendo mais difícil para eles.

Impaciência da torcida prejudica o time principal?

– É natural haver a pressão. Principalmente com duas derrotas. Torcida é exigente. Estão acostumados com grandes equipes e grandes conquistas. Em grandes equipes você tem que aprender a conviver com isso.

Fonte: Globoesporte.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: