Redes Sociais

Notícias

Meia Leoni, de 17 anos, surge como promessa no Botafogo depois de sair do Flamengo

Publicado

em

Jogador chegou em 2019 e tem treinado com o time sub-20; com influências na família, jovem se inspira em Messi: “Tenho facilidade para enxergar o jogo e busco sempre finalizar com eficiência”

O Botafogo tem se movimentado internamente para garantir a permanência de joias da base por meio do contrato profissional. Apesar de não ser esse o principal foco do clube, que enfrenta dificuldades financeiras e caminha para se tornar empresa, o Bota já conversa com alguns jovens para assinatura do primeiro vínculo. Entre eles, está o meia Leoni, de 17 anos.

O jovem vive a expectativa de assinar o primeiro contrato profissional até o fim desta temporada. Leoni chegou ao Botafogo em 2019 após deixar o Flamengo por escolha pessoal. No time alvinegro, ele tem cinco gols e quatro assistências em 11 jogos. Em 2020, por conta da pandemia do novo coronavírus, o time sub-17 ainda teve poucas partidas.

– Sou um jogador que gosta de ser agressivo no um contra um. Procuro explorar essa característica driblando o adversário. Tenho facilidade para enxergar o jogo e busco sempre finalizar com eficiência – assim Leoni se apresentou ao GE.

– O Botafogo é um gigante do futebol mundial e vestir essa camisa é um enorme orgulho. Fui muito bem recebido por todos e o clube me dá todas as condições para que eu possa me desenvolver dentro e fora de campo, como atleta e como cidadão.

Nas últimas semanas, Leoni foi chamado para compor elenco do time sub-20, que disputa os Campeonatos Brasileiro e Carioca da categoria. O meia ficou com a equipe que joga o estadual, mas ainda não participou de nenhum confronto. O Botafogo foi eliminado pelo Madureira nas quartas de final da Taça Guanabara.

– Fui relacionado para um jogo do Carioca e, na última semana, treinei com o elenco do sub-20. Isso certamente me ajuda a amadurecer dentro de campo. O contato com atletas que estão num estágio acima é enriquecedor para nós que estamos prestes a chegar lá. Além disso, é um sinal de que estou me aproximando cada vez mais do objetivo de chegar à equipe profissional.

“Saber que o clube valoriza a base e que estou sendo visto com atenção me anima ainda mais”.

O faro de gol é uma característica que chama atenção no meia. Em 2020, foram só quatro jogos pelo Botafogo, mas Leoni já se destacava no Flamengo, onde jogou de 2016 a 2019 e marcou 15 gols em 29 partidas. Saiu do rival com 17 assistências. Para o jovem, o segredo está na insistência.

– Treinar exaustivamente no dia a dia. Quanto mais exercitamos um fundamento, melhor será o aproveitamento. O complemento desse processo é estar tranquilo e concentrado na hora do jogo.

Fã de Messi, o meia tem na família um incentivo a mais para ter sucesso na carreira como jogador, já que o pai Herbert jogou pelo Serrano e o primo Danielle Gastaldelo é atleta do Brescia, da segunda divisão italiana. Depois de conquistar seis títulos na base do rival, Leoni agora quer escrever sua história com a camisa do Botafogo e trabalha para conseguir jogar em alto nível nas competições que estão por vir.

O Campeonato Carioca sub-17 ainda não teve início, enquanto o Brasileirão da categoria retorna no próximo fim de semana: o Botafogo enfrentará o Atlético-MG, às 15h de domingo, no CEFAT, em Niterói, pela segunda rodada.

Fonte: GE / Foto de Capa: Marcos Bezerra


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: