Redes Sociais

Notícias

Montenegro ataca Flamengo por tentar volta do futebol: “Tomara que não precisem treinar no cemitério”

Publicado

em

Carlos Augusto Montenegro não poupou palavras críticas para comentar a visita de Flamengo e Vasco ao presidente Jair Bolsonaro, na terça-feira. Rodolfo Landim e Alexandre Campello foram a Brasília para discutir um possível retorno do futebol, com a possibilidade de jogos na capital federal, o que irritou o integrante do Comitê Gestor do Botafogo.

Em entrevista ao programa “Donos da Bola”, da TV Bandeirantes, Montenegro foi duro, especialmente com o Flamengo. Lembrou que o rubro-negro já perdeu o massagista Jorginho, vítima do novo coronavírus e teve outros casos de profissionais contaminados, por isso não faz sentido falar em retorno do esporte.

“O Flamengo já enterrou um massagista, tem jogadores e profissionais contaminados e não entendo isso de jogar em Brasília, pois é uma falta de respeito aos jogadores. Tirar eles das famílias em momento de tensão e recorde de mortes. Tirar das famílias e deixar os jogadores em hotel trancados? Fora da realidade”, disse o cartola.

“Não sei bem o que quer o Flamengo. Será que o Campeonato Carioca será contra Gama, Brasiliense? Ou jogará somente com o Vasco ou se querem jogar sozinhos. O Flamengo pode treinar onde quiser. Sair do Ninho e ir para Brasília… Tomara que não tenham de treinar no (cemitério) São João Batista, Caju ou Jardim da Saudade”, criticou.

Montenegro também usou exemplos de países europeus, que tiveram contato com o vírus mais cedo e ainda não retomaram por completo suas atividades. A única grande competição a voltar foi a Bundesliga, cujos jogos no fim de semana passado tiveram um cuidado especial.

“Acho uma vergonha falar que eles querem treinar em um dia que o Brasil tem 1000, 1200 mortes. Brincam com coisa séria, uma doença invisível. Querem levar uma vida normal, quando a vida não está normal. O Campeonato Alemão começou depois do pico e com todo o cuidado, mas veja a França. As aulas recomeçaram e tiveram que parar. É difícil debater isso? Não custa nada esperar uma semana, 15 dias, um mínimo de segurança. A vida não será normal até a vacina. Que voltemos depois do pico”, afirmou.

Botafogo, como mostra as críticas de Carlos Augusto Montenegro, e Fluminense foram contrários ao retorno aos treinos e também da retomada do Campeonato Carioca nas próximas semanas. Do outro lado da discussão, aparecem Flamengo e Vasco.

O futebol do Rio de Janeiro, bem como das principais regiões do Brasil, está parado desde meados de março. Não há prazo para retorno, uma vez que o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, estendeu o período de quarentena e isolamento social por mais uma semana.

Fonte: ESPN


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: