Redes Sociais

Notícias

Montenegro critica volta do Carioca: “Cada gol do Gabigol no Maracanã pode significar uma morte do lado” e sugere disputar o Paulista em 2021

Publicado

em

Membro do comitê executivo de futebol do clube alvinegro diz que Ferj despreza Botafogo e Fluminense: “Talvez tenhamos que disputar o Campeonato Paulista no próximo ano”

Carlos Augusto Montenegro, membro do comitê executivo de futebol do Botafogo, voltou a criticar o retorno do Campeonato Carioca. Em participação especial no “Troca de Passes” desta quarta-feira, o ex-presidente alvinegro chamou atenção para o jogo entre Bangu e Flamengo no Maracanã, ao lado de um hospital de campanha.

– Todos os países do mundo respeitaram uma doença super contagiosa, ninguém falou em treinos e jogos e aqui se fala em protocolos, em terminar o campeonato para ajudar os clubes menores, como se só no Rio de Janeiro tivessem clubes menores. Uma falta de respeito às pessoas que estão enterrando mortos.

“Fazer um jogo amanhã com um hospital de campanha do lado. Cada gol do Gabigol no Maracanã pode significar uma morte do lado”.

Outras declarações de Montenegro:

Arbitral da Ferj

Fui convidado para participar da reunião da Federação, uma coisa louca, não sei nem por onde começar. Senti que a federação do Rio de Janeiro não quer Botafogo e Fluminense.

“Talvez tenhamos que pedir à federação de São Paulo para disputar o Campeonato Paulista no próximo ano”.

Volta aos treinos no sábado

(Disseram que o Botafogo não treinou porque não quis). Sabe por que o Botafogo não treinou? Medo! Respeito às autoridades sanitárias, à OMS, aos mortos. Os treinos foram autorizados, mas não são obrigatórios. Eu me preocupo com meus jogadores e funcionários, tenho vergonha na cara.

Botafogo e Fluminense querem terminar o campeonato no campo, mas nos respeitem como nós respeitamos quem treinou. O que pedimos? Vamos jogar depois de 10 dias de treinos. Jogaremos nos dias 1 e 4 de julho em protesto, mas em respeito a vocês. Não aceitaram.

Vamos treinar sábado, querem que, depois de quase 100 dias de paralisação, treinemos apenas um dia e joguemos. Não vamos jogar! Se a Cabofriense aparecer lá no estádio, a gente chama para treinar com a gente. Delegado, juiz… ninguém entra no estádio. Não vamos expor jogadores depois de um dia de treino.

Pressão do Flamengo e da Ferj

Das 27 federações no Brasil, só a carioca quer terminar o campeonato na marra. Não vai ter outra competição depois, vamos ficar mais 50 dias parados. Por que querem acabar de qualquer maneira? Não tem por quê.

“Por que só o Rio de Janeiro está certo e o mundo todo está errado?”

Punição caso Botafogo não jogue

Se for o caso de perder os pontos, que a federação tire. Vou preservar os jogadores para outros campeonatos. Lamento, porque temos chances de chegar à semifinal, mas se desprezam o Botafogo e o Fluminense, que terminem sozinhos o campeonato.

Rubens Lopes, presidente da Ferj

A CBF tentou também pedir ao Rubinho, o Crivella falou que cada um deveria jogar quando quisesse. Entendo que é uma declaração política, porque se fosse uma coisa racional, bastava ele fazer um decreto dizendo que só teria jogo a partir de julho. Ele quer atender a todo mundo.

“O presidente está vindo de Brasília para assistir a um jogaço, não se fala em outra coisa no Rio de Janeiro, Flamengo e Bangu no Maracanã”.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: