Redes Sociais

Notícias

Montenegro revela economia milionária ao reintegrar Cícero, mas discorda de escalação

Publicado

em

Carlos Augusto Montenegro demitiria Bruno Lazaroni quando foi divulgada a escalação do Botafogo para enfrentar o Cuiabá, caso fosse presidente. A razão dele foi a inclusão de Cícero entre os titulares em vez de um jogador mais ofensivo.

Mas por que Cícero voltou ao elenco após ter saída anunciada? O dirigente explicou que o motivo foi financeiro.

– Cícero foi reintegrado para diminuir passivo que poderia ir a R$ 6 milhões ou R$ 7 milhões para R$ 1 milhão por deixar no grupo. É uma economia para o clube. Acho que pode ser útil ainda, mas terça, não jogou nada, não acrescentou nada. Não entendi ter tirado o Forster. Cícero nesse negócio, teve pandemia, voltou, foi afastado, ficou 40 dias fora, voltou, está sentindo (a falta de) ritmo de jogo. Podia ir entrando 10 ou 15 minutos. Não que eu goste ou desgoste dele. Estava combinado que iria para o exterior, não deu certo. Seria causa volumosa para o Botafogo, mais barato deixar ele aí e reduzir o salário – argumentou.

– Acho que pode estar no grupo, ajuda, mas no jogo contra o Cuiabá, tínhamos que ser mais ofensivos. Ele não tem nada de ofensivo. Essa é a minha opinião – declarou Montenegro.

Fonte: Redação FogãoNET / Foto de Capa: Vitor Silva – Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: