Redes Sociais

Colunas

O GIGANTE SEMPRE VOLTA

Publicado

em

Alô galera alvinegra! Otto na área chegou. Pintou e marcou. Já é carnaval, mas eu ainda estou vivendo aquele clima de quarta-feira à noite. Festa boa foi aquela. Que raça, gana, aplicação tática. Mesmo limitados, a gente conseguiu. A gente sabia que ia ser sofrido. Com o Botafogo é assim. Estamos acostumados. Mas, ninguém imaginava que o enredo fosse ser tão perfeito. Nessa pré-Libertadores deu tudo certo para o Fogão. E vendo assim desde que o Jairzinhoinho assumiu o glorioso. Não podemos creditar isso apenas ao fator sorte. É impossível ter tanta sorte na vida em quase 1 ano. O Botafogo mesmo com um elenco generoso vem derrubando um bando de “favoritos”.

Esse time tem algo que é difícil explicar. A gente sabe que eles vão ficar atrás do meio campo. A gente sabe que eles vão perder as bolas bobas. A gente sabe que alguém vai se machucar. Por outro lado, a gente também sabe que não levamos mais gol aos 45 minutos. A gente sabe que eles vão lutar até o fim. E agora a gente sempre acredita que é possível. Sim, aquela fase do azar, do fator “cagada” estar do outro lado acabou. Esse time “modesto” nos gera uma sintonia que vai fazer o programa de Sócio-Torcedor chegar ao inédito número de 30 mil sócios. Tem noção disso? Um time sem Dodô, sem Loco Abreu, sem Seedorf. Alguém me explica?

Não sei se tem explicação. Muita coisa só os botafoguenses conseguem sentir. É impossível explicar. Eu nem tanto. Vai explicar que o Gatito pegou três pênaltis ao entrar no final do segundo tempo no lugar do Helton Leite. Um deles, ficando parado no meio do gol. Foi o tempo de a gente ficar se lamentando por causa da ausência do Jefferson. Esse time do Botafogo é muito macho. Apareceu problema, eles resolvem. Ninguém fica de corpo mole. O que esses caras fizeram nesses primeiros dias do ano, já lavou muito a minha alma. Vou para esse carnaval mais louco que o arlequim. A saga alvinegra nos presenteou com essa vaga. Eu como sou fanático já havia garantido minhas passagens para os jogos da primeira fase. Eu estava sentindo que a gente ia passar. E digo mais, a gente pode cair no grupo da morte, da caveira, qualquer um. Quem é gigante não pode ter medo de nada. A festa vai continuar. Vamos receber o Atlético de Nacional aqui no Niltão em meados de maio para um jogo praticamente decisivo. O primeiro time a receber os amigos colombianos em solo brasileiro. A festa promete ser a mais emocionante de todas. Vai ter que ter mosaico, balão e todas as homenagens possíveis. Parece que papai do céu sabe sempre resolver todas as coisas. Sigamos com os pés no chão e muita fé nos céus. Os deuses do futebol estão nos abençoando. O patinho feio está cada dia mais se tornando o queridinho do futebol brasileiro. Agora, sigam secando. Nós vamos seguir te calando. Não vejo a hora da próxima batalha. Dia 14 de março. No estádio mais bonito do mundo. Eu, você e toda a nação da torcida mais bonita do planeta. O show está apenas começando. O Botafogo vai querer alçar voos maiores. Para nós, nada é impossível. Quem viver, verá. Te amo, Fogo! Se bobear, tô na área.

Otto na Área

Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: