Redes Sociais

Colunas

O Trauma do Espelho Retrovisor

Publicado

em

Faltando 17 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, apesar de estarmos em 12° lugar, ao analisarmos friamente a pontuação (22 pontos ou 36,7% de aproveitamento) e em especial o desempenho nos últimos 5 jogos, podemos concluir que esta posição é mero acaso e que o desempenho é de time rebaixado.

O INÍCIO DE ZÉ RICARDO

“Nos dois primeiros times da carreira, Zé Ricardo teve bons resultados ao assumir como técnico de Flamengo e Vasco. O objetivo inicial era repetir o feito no Botafogo. A ideia, porém, não saiu como esperado e o comandante vive situação inédita na breve carreira desde que chegou aos profissionais.”

“Zé Ricardo deixou claro que a história tem sido diferente no Botafogo.”

 

O ERRO GROTESCO COM MARCOS PAQUETÁ

“O treinador foi educado e não explanou o que foi encontrado em termos de trabalho pelo ex-técnico Marcos Paquetá, mas citou que teve que começar do zero.”

 

O FANTASMA DO ESPELHO

Nós alvinegros estamos tendo pesadelos que não queríamos repetir e ainda estão meio escondidos em nossa memória desde 2014. Começar a fazer conta para não cair é horroroso e não merecíamos ter que passar por isto.

 

O TAMANHO DO ORÇAMENTO

Acreditamos até o fim, mas o time tem que subir muito de rendimento.

Se a catástrofe do descenso ocorrer, será mais trágico ainda que nos anos anteriores, não só pela repetição (terceiro rebaixamento) como também pela implantação da nova distribuição dos prêmios pelos Direitos de Transmissão de TV a partir de 2019.

Só não venham nos dizer, caso ocorra, que o tamanho do Orçamento foi determinante.

Com todas as dificuldades e comprometimento com parcelamentos trabalhistas, fiscais e tributários, o Botafogo, a duras penas, situa-se na região dos Orçamentos medianos da Primeira Divisão (entre os 11 ou 13 maiores).

Portanto se a colocação no Campeonato fosse uma relação direta com o tamanho do Orçamento, todo ano disputaríamos a Sul Americana e passaríamos longe das ameaças do Rebaixamento.

Mas no futebol, o imponderável somado à (in)competência transforma o Orçamento em mais um elemento importante, mas longe de ser o único.

Basta olharmos o exemplo de insucesso do Internacional em 2016, sucesso da Chapecoense há 4 anos consecutivos e nós mesmos no ano de 2016.

 

Saudações Alvinegras.

 

Fonte: UOL/Rio de Janeiro/ 23/08/2018

 

https://esporte.uol.com.br/futebol/campeonatos/brasileiro/serie-a/ultimas-noticias/2018/08/23/ze-ricardo-ve-nova-realidade-e-botafogo-liga-alerta-contra-rebaixamento.htm

 

Crédito da foto: www.gazetaesportiva.com


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: