Redes Sociais

Notícias

Para Donizete e Gonçalves, vitória contra o Flamengo marcou arrancada para o título brasileiro de 1995

Publicado

em

Esporte Espetacular relembra clássico que levou mais de 70 mil pessoas ao Castelão. Até Washington Rodrigues, técnico adversário na época, diz que resultado foi decisivo para aumentar confiança do Botafogo

A final do Campeonato Brasileiro de 1995 conquistada pelo Botafogo foi recordada neste domingo pela Globo e trouxe grandes lembranças ao torcedor. Artilharia, goleada, emoções…, mas um jogo em especial ficou marcado como a grande arrancada do time para o título: a vitória por 3 a 1 diante do Flamengo de Sávio, Romário e Edmundo, em Fortaleza.

O clássico foi realizado no dia 24 de setembro para um público de mais de 70 mil pessoas no Castelão. Precisando de receitas, o Flamengo havia vendido o mando de campo. De um lado, um trio de ataque badalado. Do outro, um Botafogo que vinha crescendo na competição e, depois desse jogo, mostrou definitivamente que chegaria longe.

A vitória alvinegra começou bem antes do jogo com a preleção do técnico Paulo Autuori, que lembrou um passeio de barco de alguns jogadores do Flamengo na véspera do clássico.

– O episodio do Romário que saiu pra passear de barco com alguns outros jogadores… O Paulo Autuori utilizou aquele fato para motivar nosso time, dizendo que o Flamengo não estava levando o jogo com muita seriedade, estava sem respeito pelo Botafogo, achando que seria fácil. A partir daquele jogo, a imprensa começou a olhar o Botafogo com outros olhos, começou a reconhecer a capacidade do nosso time, começou a reconhecer a qualidade individual dos jogadores e, de fato, aquela vitória impulsionou a equipe.

Em campo, um domínio absoluto do Botafogo, que abriu o placar com Túlio Maravilha, após cruzamento perfeito de Donizete. Gonçalves e Marcelo Alves marcaram os outros e Edmundo fez o de honra para os flamenguistas.

– Eu acho que o Botafogo arrancou para o título naquele dia. Aquela vitória foi emblemática para o Botafogo, emblemática para a torcida, emblemática para os jogadores e passaram a acreditar mais no taco deles, era um baita de um time, faltava só ter confiança e eles pegaram confiança naquela vitória – afirmou o então técnico do Flamengo, Washington Rodrigues.

Um dos grandes destaques do Botafogo na conquista do Brasileiro, Donizete se emociona até hoje ao relembrar o feito, principalmente, pelas condições que o grupo enfrentou durante a competição.

– Nos deu moral. Foi um trampolim, ali começou uma escada pra gente alcançar nosso objetivo. Poder mostrar de novo para ver aquele esforço que foi nossa obrigação de ser campeão brasileiro… Nós éramos o patinho feio, nos superamos, fomos heróis. Eu me emociono, porque não é fácil não, foi difícil pra caramba, as pessoas… Só quem estava ali viu como foi difícil a campanha do Botafogo em 95.

Botafogo: Wagner; Wilson Goiano, Gonçalves, Wilson Gottardo e André Silva; Leandro Ávila (Marcelo Alves), Jamir, Beto (Márcio Theodoro) e Sergio Manoel, Donizete (Narcizio) e Túlio Maravilha. Técnico: Paulo Autuori.

Flamengo: Paulo César Borges; Cláudio (Róbson Lopes), Márcio Costa (Uéslei), Ronaldão, Agnaldo Liz e Leonardo Inácio (Rodrigo Mendes), Nélio, Pingo, Sávio, Edmundo e Romário. Técnico: Washington Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com / Foto de Capa: Masao Goto Filho / Estadão Conteúdo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: