Redes Sociais

Notícias

Promessa do sub-20, Marlon chegou ao Botafogo como presente de aniversário e se espelha em Neymar e Rhuan: “Minha referência”

Publicado

em

A torcida do Botafogo pôde acompanhar, nos dois últimos sábados, vários atletas que podem, em breve, despontar na equipe profissional alvinegra nos amistosos do sub-20 contra o sub-23 do Fluminense. Uma das caras novas era a do meia-atacante Marlon Ferrugem, de 19 anos. Novas para o público, mas não para quem trabalha no clube.

Marlon chegou ao Botafogo com apenas 10 anos de idade, na escolinha do clube e a história dele no Glorioso começou como uma espécie de presente de aniversário.

– Fui para a escolinha no início, no dia do meu aniversário e meu pai me deu um presente. Chegando lá, a moça perguntou se eu queria fazer teste, eu era bastante novo, uns 10 ou 11 anos, aí resolvemos ficar na escolinha. Fiz uns dois, três meses de escolinha, eles viram meu potencial e me puxaram para fazer uma avaliação. Passei no teste e estou aí até hoje – contou Marlon ao Central Botafogo no canal Wellington Arruda.

Marlon é um dos atletas que vêm participando do processo de integração da base com o profissional no Estádio Nilton Santos e tem buscado aproveitar cada momento. Ele também havia feito parte da pré-temporada com o elenco principal, no início do ano, no Espírito Santo. O jogador elogiou, em especial, os meias Honda e Bruno Nazário.

– O Nazário é um grande jogador, mostra isso em todos os jogos e o Honda nem se fala, é um craque, uma estrela mundial. Só de dominar a bola, você já entende que eles são bastante diferentes. Tem o posicionamento, jogada, o jeito de conduzir a bola e olhar a jogada, são referências para a gente. Minha experiência no profissional está sendo muito proveitosa, aprendemos dentro e fora de campo – disse.

Rhuan e Neymar, espelhos de Ferrugem

Marlon viveu um período muito difícil recentemente pelo Botafogo, quando sofreu uma grave lesão no joelho no fim de 2018 e ficou quase um ano parado, retornando apenas na parte final da temporada passada. Hoje está recuperado e revelou quais são suas referências técnicas.

– Minha referência em campo é o Neymar, sem dúvidas. No Botafogo, é o Rhuan. Passei muito tempo jogando junto com ele, convivi com ele e aprendi muito, é o cara que eu mais me aproximo, tecnicamente, no elenco. Sempre trocamos mensagens, estamos sempre nos falando – afirmou.

Veja a entrevista com Marlon Ferrugem ao Central Botafogo no canal Wellington Arruda:

Fonte: Redação FogãoNET e canal do Wellington Arruda / Foto de Capa: Vitor Silva / Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: