Redes Sociais

Notícias

Quatro gols, expulsões e pênalti perdido: Botafogo e Ceará empatam no Nilton Santos

Publicado

em

Honda e Matheus Babi marcam para o time da casa enquanto Cléber e Leandro Carvalho descontam para o Vozão. Victor Luis desperdiça penalidade e Luiz Otávio e Iván Angulo são expulsos no fim da partida

Resumão

Botafogo e Ceará empataram neste sábado no Estádio Nilton Santos em jogo válido pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi agitado desde o início. Honda abriu o placar aos 15 minutos, cobrando pênalti. Aos 22, o Vozão empatou com um golaço de Cléber. Cinco minutos depois, foi a vez de Matheus Babi recolocar o Alvinegro carioca na frente.

Ainda na primeira etapa, Victor Luis cobrou o segundo pênalti da partida e perdeu a chance de ampliar o marcador. No início do segundo tempo, Leandro Carvalho tabelou com Vina e empatou, dando números finais ao placar.

Como fica?

Com o empate, o Botafogo soma 20 pontos na tabela de classificação e, dependendo de resultados, pode até entrar na zona de rebaixamento ao fim da rodada. O Ceará chegou a 23 pontos somados na competição. O time carioca volta a campo na próxima terça-feira, contra o Cuiabá, na Arena Pantanal, no jogo de volta das oitavas da Copa do Brasil. O Vozão, pela mesma competição, encara o Santos na próxima quarta, no Castelão.

Chamou a responsabilidade

Após a partida, o lateral-esquerdo do Botafogo Victor Luis, que perdeu um pênalti ainda no primeiro tempo, concedeu entrevista e chamou a responsabilidade pelo resultado.

– Eu dei a bola para ele (Honda) bater, aí ele pediu para eu bater. Como ele já tinha batido o primeiro, eu falei para ele bater, mas ele falou: “Bate você”. Temos que ser homens o suficiente para reconhecer nossos erros. Hoje, a rapaziada se desdobrou, se entregou demais. Tive a possibilidade de ter a vitória em meus pés e eu assumo totalmente o empate. Sou homem de caráter, estou correndo o máximo que posso, mas acho que é mais digno da minha parte assumir – disse o lateral.

O VAR apareceu

A arbitragem de vídeo trabalhou na marcação de dois pênaltis para o Botafogo no primeiro tempo. Aos 13 minutos, Bruno Pacheco derrubou Lecaros na área e o árbitro não viu. Após conferir no vídeo, apontou o pênalti convertido por Honda. Vinte minutos depois, Eduardo tocou com a mão na bola num cruzamento de Victor Luis e, a princípio, o árbitro novamente não marcou. Chamado ao monitor para rever o lance, marcou o segundo pênalti para o Botafogo. Deste vez, o lateral-esquerdo botafoguense não aproveitou.

Cartões para todo lado

Ao todo, foram doze cartões amarelos na partida. Quatro deles foram convertidos em outros dois cartões vermelhos. Luiz Otávio levou dois amarelos e, no lance de sua expulsão, viu mais três companheiros serem advertidos por reclamação. No fim da partida, Iván Angulo, em sua estreia pelo Botafogo, fez uma “falta dura” e levou seu segundo amarelo, sendo expulso de campo.

Pintura de Cléber

A última vez que um atacante do Ceará tinha marcado um gol pelo Brasileirão foi na quinta rodada, contra o Bahia. De lá para cá, havia uma seca dos jogadores de frente do Vozão. Cléber tratou de acabar com a marca em grande estilo. Aos 22 minutos de jogo, ele marcou um golaço, recebendo pela direita, cortando para o meio e acertando um belo chute.

Fonte: GE / Foto de Capa: Vitor Silva – Botafogo


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: