Redes Sociais

Notícias

“Revoltado” com retorno, Botafogo vai aceitar datas do STJD para “ajudar”, mas respeitando vidas humanas

Publicado

em

Ex-presidente do Botafogo e integrante do Comitê Gestor de Futebol do clube, Carlos Augusto Montenegro conversou com exclusividade, na tarde deste sábado, com o programa Super Futebol Tupi, da Super Rádio Tupi, sobre o decreto do prefeito Marcelo Crivella que suspende as competições esportivas na cidade do Rio de Janeiro até o dia 25 de junho. Com a decisão, o Campeonato Carioca fica novamente paralisado para Botafogo e Fluminense.

Durante a entrevista, Montenegro elogiou a decisão tomada por Crivella e ressaltou que não se trata do momento de retomar as partidas, mesmo com os portões fechados. “Algumas pessoas na Federação, alguns clubes, não sabem que estamos no meio de uma pandemia”, avaliou.

Para enfatizar o seu ponto, o ex-presidente botafoguense comparou o número de mortes provocadas pela Covid-19 com de outras tragédias que abalaram o Brasil, como a queda do avião que vitimou o time da Chapecoense, em 2016.

O gestor alvinegro também não poupou críticas aos clubes e dirigentes que defenderam a volta aos campos. “Eu sinto que há uma raiva muito grande de clubes como FlamengoVasco e Volta Redonda com o fato do Fluminense e do Botafogo não terem cumprindo o acordo (de retornar aos treinos)”, afirmou.

Também sobrou críticas a realização da partida entre Flamengo e Bangu, válida pela penúltima rodada da Taça Rio, que aconteceu na noite da última quinta-feira. “Foi melancólico. Algo de péssimo gosto”, opinou.

No aguardo do STJD

No entanto, mesmo alegando estar sendo alvo de ataques, Montenegro fez um pedido para que torcedores de Botafogo e Fluminense respeitem os times e gestores que pensam diferentes. Ele destacou ainda que o que for decido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) será acatado pelos clubes. “A gente quer terminar (o Campeonato Carioca) no campo, mas respeitando a vida humana”, frisou.

Continuamos revoltados em ter que voltar, mas para ajudar, vamos aceitar as datas que o STJD determinar, o prefeito autorizar. Queremos terminar o campeonato no campo, receber a cota, chegar à semifinal e tentar ganhar o campeonato. Queremos terminar em campo, mas respeitando a vida humana“, disse.

Fonte: Rádio Tupi / Foto de Capa: Reprodução / YouTube


Clique para Comentar

Copyright © 2019 Rádio Botafogo. Todos os Direitos Reservados.

%d blogueiros gostam disto: